Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Bispo de Sinop define que abertura de igrejas fica a critério de Paróquias

De acordo com a Diocese, cada Paróquia deve seguir as recomendações e Decretos de órgãos superiores, conforme a situação de cada município. Em Sinop, por enquanto as celebrações presenciais continuam suspensas, sendo elas transmitidas de forma online.

0 95

O Bispo Dom Canísio, da Diocese de Sinop, definiu que o retorno das celebrações de missas e cultos fica a critério das 34 Paróquias, desde que sigam as recomendações e Decretos de órgãos superiores, conforme a situação de cada município. Cada paróquia deve decidir em conjunto com seus conselhos de comunidade.

Em Sinop, a prefeita Rosana Martinelli, autorizou a realização de atividades religiosas presenciais tais como cultos e missas. No entanto, as práticas deverão encerrar até as 21h30. As orientações constam em decreto 161/2020, expedido pela Prefeitura de Sinop, e que passou a vigorar no início desta semana.

Bispo de Sinop define que abertura de igrejas fica a critério de Paróquias
Catedral da Diocese Sagrado Coração de Jesus, em Sinop. (Foto: Reprodução / Drone Cuiabá)

Apesar da liberação, por parte da Prefeitura, os Padres das Paróquias de Sinop optaram por não retornarem às celebrações presenciais. Segundo a Diocese, as missas continuarão sendo transmitidas pelas redes sociais de cada Igreja, como já é feito desde o início da pandemia da covid-19.

No Estado de Mato Grosso, a Diocese Sagrado Coração de Jesus – com sede em Sinop – é formada por 34 Paróquias espalhadas em 30 municípios. Segundo o Bispo, Dom Canísio, em entrevista à Rádio 93 FM, a reabertura das igrejas para missas presenciais ficará à critério de cada paróquia, respeitando às ordens superiores.

“Cada Pároco, com seu conselho, juntamente com as autoridades podem ver qual é a melhor posição. Mas sempre respeitando, com muito critério e com muita fidelidade às ordens superiores quanto ao fechamento. Quanto à abertura, cada Paróquia pode decidir se já é conveniente ou não, segundo o seu critério. Quando há uma determinação que proíbe aglomerações com missas presenciais, mesmo que a Paróquia tenha alguma posição contrária, ela deve obedecer o que vem das autoridades da saúde, também das prefeituras e do Estado”, destacou o Dom Canísio à 93 FM.

Todas as instituições religiosas, que optarem por retornar às atividades em Sinop, precisam se atentar às normas de prevenção ao novo coronavírus, dispostas no também decreto municipal 083/2020. Ficam adicionadas as seguintes medidas, observando as recomendações constantes:

I – intercalar a utilização de bancos, poltronas e/ou cadeiras;

II – duração de no máximo 1 (uma) hora em cada celebração, bem como efetuar a devida desinfecção do local entre uma celebração e outra;

III – recomendar a não participação de fiéis com 60 (sessenta)anos ou mais, ou portadores de comorbidades, ressalvado o atendimento individual pelos respectivos responsáveis, tais como sacerdotes, pastores, bispos e demais orientadores dos respectivos templos, observadas as medidas sanitárias largamente preconizadas;

IV – impor medidas para evitar qualquer contato físico de qualquer gênero, inclusive durantes as orações, entre os fiéis;

V – quando adotada a sagrada comunhão, a mesma deverá ser entregue, exclusivamente, nas mãos dos fiéis;

IV – as coleta de ofertas deverão ser afixadas em locais estratégicos, a fim de evitar a circulação e contato diretamente com o utensílio. Protocolos de segurança e higienização também devem ser adotados dentro dos espaços.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies