Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Mulher é presa suspeita de atacar funcionário em rodoviária

A acusada pode responder por diversos crimes, entre eles ameaça, preconceito, lesão corporal, dano ao patrimônio e resistência.

0 5.336

Uma mulher, de identidade não revelada, foi presa na tarde do último domingo (28), suspeita de atacar o funcionário de uma agência de transportes, na rodoviária do município de Lucas do Rio Verde. O momento do ataque foi filmado por um celular de um dos colegas da vítima, que circula nas redes sociais.

O jovem, de 22 anos, estaria realizando atendimento aos passageiros no escritório da agência, quando foi surpreendido por uma mulher em estado alterado. Conforme mostra o vídeo, o jovem foi agredido verbalmente e fisicamente pela suspeita, que precisou ter seus braços imobilizados pelo rapaz para evitar transtorno maiores.

A vítima relatou ao jornalismo da 93 FM, que a agressora não teria respeitado o limite de proximidade – devido ao distanciamento, como medida protetiva contra o novo coronavírus – ficando transtornada com o modo de atendimento.

“Eu estava atendendo um rapaz, ai essa mulher já entrou na frente dele, não respeitando o limite de proximidade, e já debruçou em cima do balcão pedindo uma passagem para Peixoto de Azevedo. Ai eu falei pra ela que eu só iria vender a passagem pra ela, assim que ela fosse para trás”, relatou a vítima.

De acordo com o trabalhador, a mulher teria lhe indagado se estaria com medo de ser infectado com o coronavírus e, como resposta, a vítima teria dito que esse seria o procedimento de atendimento para segurança de ambos. Após isso, a mulher teria saído da agência, com a corrente de isolamento enroscada em sua bolsa.

Mulher é presa após atacar funcionário em rodoviária
A vítima precisou segurar os braços da suspeita, afim de evitar danos maiores. (Foto: Reprodução)

Para tentar evitar que a mulher levasse a corrente, o funcionário solicitou que a suspeita olhasse sua bolsa, onde teria ficado mais alterada ainda. Diante do fato, a vítima foi até a mulher para retirar a corrente, quando foi agredida por um soco, conforme relata à 93 FM.

“Quando caiu no chão, eu levantei da cadeira e fui pegar a corrente lá fora, ai foi quando ela me deu um soco na cabeça e começou a xingar”, disse o rapaz.

No vídeo, que circula nas redes sociais, a mulher se diz “serva de Deus” e que se a vítima fosse ‘homem’ a teria matado. Em um momento do vídeo, a suspeita questiona a orientação sexual da vítima, o chamando de ‘viado’. Testemunhas que estavam no local acionaram a Polícia Militar, que também foi desacatada pela suspeita.

A mulher precisou ser algemada, para que os ânimos fossem contidos, foi detida e conduzida até a delegacia de Polícia Judiciária Civil de Lucas do Rio Verde. A acusada pode responder por diversos crimes, entre eles ameaça, preconceito, lesão corporal, dano ao patrimônio e resistência.

Vários aparelhos da agência, onde o rapaz trabalha, foram danificados com as agressões, como três monitores de computador, um aparelho telefônico entre outros itens do escritório.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies