Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Doutor Braulio Junqueira da DHPP de Sinop fala sobre Caso Bruno

Em uma exclusiva concedida ao Departamento de Jornalismo da Hits Prime FM, o Delegado da DHPP Doutor Braulio Junqueira, comentou sobre o caso Bruno, e os procedimentos nas investigações.

O Delegado Doutor Braulio Junqueira da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Sinop (DHPP), concedeu uma entrevista ao Departamento de Jornalismo da Rádio Hits Prime FM e Portal 93, para falar sobre o Caso Bruno, adolescente morto no dia 31 de dezembro, após uma intervenção da Polícia Militar de Sinop.

O caso é investigado tanto pelo setor de homicídios, que compete a pasta do Doutor que faz parte da Polícia Civil, quanto pelo inquérito Policial militar, como foi anunciado pelo Substituto legal do 03º Comando Regional, Tenente Coronel Costa Silva.

Doutor Braulio Junqueira da DHPP de Sinop fala sobre Caso Bruno 2
(FOTO: Assessoria)

 

A nossa equipe de Jornalismo, perguntou a Doutor Braulio Junqueira como anda os procedimentos da investigação do Caso Bruno.

“Quando ocorreu o fato nós tomamos conhecimento, e como é de praxe a gente instala o inquérito policial para apurar. Houve um crime, e nós vamos apurar as circunstâncias deste crime. As investigações em si não demanda grande dificuldade, porque a função da Polícia Civil é apurar a autoria, circunstância e motivação. Então nós já temos a autoria identificada, tem a guarnição da Polícia Militar, tem os policiais que já foram identificados, as circunstâncias em que ocorreu, que demonstram segundo a narrativa do Boletim de ocorrência. Iniciou-se através de uma suposta denúncia de roubo, a Polícia Militar foi atender a ocorrência e teria se deparado com duas pessoas suspeitas, e na abordagem ocorreu um choque e o disparo, que acabou infelizmente vitimando o adolescente que estava conduzindo a motocicleta.”

O Doutor Braulio pontuou que a partir de agora, é necessário identificar as motivações da ação.

“Então já está apurado e identificado a autoria, as circunstâncias, agora a gente precisa saber a motivação do crime, a motivação do disparo. Então o que aconteceu, e quem pode dizer isso para a gente é o Policial Militar que vai ser devidamente ouvido, vai dar as versões dos fatos, e vai poder apresentar a sua versão do que aconteceu naquele dia.”

Questionado sobre as imagens da câmera de Segurança, o Doutor comentou que foram fornecidas, e que ficou bem claro a situação ocorrida.

“A polícia civil correu o trecho e nós conseguimos identificar o local que tinha as imagens, foi solicitado ao proprietário do imóvel as imagens, onde foi fornecida gentilmente. Nós analisamos as imagens, forneci uma cópia da imagem para a própria Polícia Militar, que vai instaurar um procedimento no âmbito administrativo contra o seu policial para apurar a conduta dele, também da mesma forma que a Polícia Civil vai apurar, sendo que a PM vai apurar, mas no âmbito militar, para atribuir as responsabilidades que devem e que cabe com a conduta do policial.”

“As imagens foram avaliadas, ficou bem claro a situação então a nossa única dúvida agora é esclarecer, mas quem vai esclarecer isso para a gente é o policial, com toda a tranquilidade e calma sem apavoramento.”

O Doutor Junqueira frisou a perca da família, mas que o caso deve ter calma nas análises.

“A gente entende o lado da família perder um filho não é fácil e a gente entende perfeitamente isso. Mas já foram ouvidas todas as testemunhas envolvidas, o outro rapaz que estava na garupa da moto, outras pessoas que estavam e estiveram próximas ao local e presenciaram o fato, também já foram ouvidas. Falta só apenas juntar o laudo pericial, que seria o exame de necropsia, e ouvir os policiais, e isso com calma a gente faz. Não precisa ter apavoramento nesse momento.”

O repórter Ednaldo Lobo, questiono o Doutor Braulio, sobre o porquê que a guarnição da ocorrência, não encaminhou o segundo jovem que estava com Bruno. Junqueira disse que essa é mais uma situação que deve ser esclarecida, em depoimento com os Policiais Militares, e relata o que o outro jovem de 18 anos, disse em sua versão.

Essa situação quem vai ter que explicar para a gente é os policiais, a gente não tem como saber o porquê que não levou o outro rapaz. O que a gente conversou com o garupa da moto, o jovem explicou que o condutor da motocicleta era menor de idade, a moto era dele que tinha comprado, e não tinha habilitação por ser menor de idade. Na abordagem da polícia militar, ele acabou empreendendo fuga e não respeitou o pedido de chamada da polícia, e por isso que houve aquela aproximação da viatura na moto, um encontro se perceber nas imagens, que a moto acaba caindo e nesse momento há o disparo. No B.O, a polícia narra que teria vislumbrado, acreditado que um dos ocupantes da moto, estaria fazendo menção de puxar algo da cintura, aí houve a abordagens mais dura com o choque e a queda, ocorrendo o disparo.”

Sobre a suposta mulher que relatou o roubo aos militares, o Doutor informou que apenas os policiais vão poder explicar a versão, para saber se foi feito um Boletim de Ocorrência, para poder verificar todos os detalhes, e fazer o fechamento das investigações

O Delegado informou, que ambos os jovens, não tem passagem pela Polícia. A autoridade reforçou que a partir de agora, com mais calma será feito o trabalho para saber as motivações da ação.

“O garupa explicou para a gente e contou sua versão. Ambos não têm passagem pela polícia nenhum dos dois, e agora com um pouco mais de calma, nós vamos ouvir agora a versão do policial, que vai apresentar o porquê e a motivação do disparo. Houve uma falha na hora de descer da viatura? Acabou enroscando a arma e disparou? Ou ouve a intenção de atirar? Esse tipo de coisa nós vamos apurar com muita calma.” finalizou  o Doutor.

 

O caso segue em investigação pela DHPP de Sinop com o Doutor Braulio, e também pela Policia Militar do município com os seus procedimentos cabíveis

Confira a entrevista com o Doutor Braulio Junqueira sobre o caso Bruno

 

Relembre a trajetória feitas pelo Departamento de Jornalismo da Hits Prime FM e Portal 93, sobre o caso Bruno de 17 anos.

 

  • Imagens Mostram A Verdade Sobre Morte De Bruno Ranov De 17 Anos

VÍDEO: Imagens mostram a verdade sobre morte de Bruno Ranov de 17 Anos

 

  • Policia Militar De Sinop Se Pronuncia Sobre Morte De Adolescente

Policia Militar de Sinop se pronuncia sobre morte de adolescente

 

  • SINOP: Adolescente De 17 Anos Morre Após Levar Tiro Da PM

SINOP: Adolescente de 17 anos morre após levar tiro da PM

 

SINOP: Homem É Socorrido Em Estado Grave Após Ser Baleado

Sinop Recebe R$1,4 Milhão Destinados A Cirurgias Eletivas

SORRISO: Filho Tenta Arrancar Braço De Pai Com Golpes De Facão

Acompanhe outras notícias no Jornal Integração

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies
Open chat