Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Vereadores pretendem acabar com Verba Indenizatória; Veja

Entre os propositores da revogação, apenas um vereador abriu mão da verba, ainda em 2019, que também não disputou a reeleição. Leia e entenda.

Um grupo de sete vereadores protocolou em extra pauta, na sessão desta segunda-feira (23), na Câmara Municipal de Sinop, um projeto que visa revogar a Lei Nº. 1.794/2013, que institui a verba indenizatória aos parlamentares da casa.

Em caso de apresentação e aprovação no plenário, os vereadores da próxima legislatura não poderão receber a verba indenizatória que, atualmente, é de R$ 7.302,25 (reajustado após o valor original do projeto). Abaixo é possível ver o artigo 1º, do projeto em que o recurso foi instituído.

Artigo 1º – Fica instituída a verba de natureza indenizatória, nos termos do § 11, do artigo 37 da Constituição Federal, em face das despesas decorrentes das atividades parlamentares externas de Vereador, realizadas no âmbito do Município de Sinop, no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), depositados na conta corrente titular do Edil. (Redação dada pela Lei nº 2638/2018).

No ano de 2019, o vereador Ícaro Severo (PSL) havia apresentado um projeto de Lei semelhante que iria extinguir a verba indenizatória. O projeto foi reprovado por 12 votos contrários e apenas dois favoráveis, sendo Adenilson Rocha (PSDB) e Ícaro Severo. O 15º voto seria do presidente da casa, que só vota em caso de empate.

Já na tarde desta segunda-feira (23), após as Eleições 2020, parte dos vereadores que haviam reprovado o projeto anteriormente, protocolaram a medida que pode extinguir a verba. Os que assinaram o documento foram Ícaro Severo (PSL), Lindomar Guida (Republicanos), Professor Hedvaldo (Republicanos),  Joacir Testa (PSDB), Adenilson Rocha (PSDB), Tony Lennon (Podemos), e Joaninha (PL).

Dos vereadores que assinaram o documento, apenas dois foram favoráveis ao Projeto anterior de Ícaro, que recusou o recebimento da verba. Também apenas dois foram reeleitos, nas Eleições 2020, sendo Adenilson Rocha e Professor Hedvaldo. Os vereadores Joacir e Ícaro, não disputaram a reeleição.

 

 

A justificativa

Conforme consta no documento protocolado, a revogação da Verba Indenizatória (VI) visa gerar economia aos cofres públicos, atendendo a recomendação do Tribunal de Contas do Estado.

Vereadores pretendem acabar com Verba Indenizatória; Veja
Câmara de Vereadores de Sinop, em 2020. (Foto: Marcelo Jhonnes / 93 FM)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies