Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Vereadores Criticam Élbio e alegam autoritarismo na presidência da Câmara

Das acusações de uma presidência autoritária, até anuncio de Mandato de Segurança, Adenilson Rocha e Dilmair desabafam sobre os últimos acontecidos no legislativo. Acesse e saiba mais!!!

A Câmara Municipal de Sinop vem sendo palco de grandes conflitos entre vereadores, que utilizam seus grandes e pequenos expedientes, para apresentar as suas pautas. Mas nem sempre tudo acontece na normalidade, pois em questão de minutos, o clima começa a ficar tenso nos ares do legislativo entre os vereadores.

Já não é a primeira vez que o embate entre os vereadores acontecem, e que um possível “racha” no legislativo é notório ao olhos da população. Na ultima sessão, o embate aconteceu entre Vereador Dilmair Callegaro que alega descumprimento do regimento interno, partida pelo  Presidente da Câmara Élbio Volkweis.

Logo após o clima tenso da 24º Sessão, nós convidamos para estarem ao vivo  no Jornal da 93FM,  os Vereadores Adenilson Rocha e Dilmair Callegaro , ambos do mesmo partido (PSDB), para explicar  o que tem acontecido com a Câmara de Vereadores.

Em entrevista a 93FM, questionamos Dilmair de havia um possível “racha” na câmara de vereadores, devido a reclamações que os próprios parlamentares explicaram na entrevista. O vereador disse que existem discussões, pois o regimento interno não é seguido.

“Não é questão de estar rachada, e que ali é uma discussão de pensamentos, são 15 cabeças diferentes. É notório que cada um vai ter uma forma de pensar, agora está rachada assim de discussão, embates dentro de uma casa de leis onde tem um regimento interno, que não está sendo seguido, e isso vai ser discutido e rachado toda vez que acontecer”

Sem a presidência da noite para o dia

Com a reviravolta da mesa diretora ocorrida em Janeiro, perguntamos a Callegaro, se ainda existe um ‘mágoa’ pelo acontecimento, já que tudo estava confirmado para que apenas houvesse uma mesa que sairia a eleição. Porém , protocolando no momento da sessão de posse, a história não saiu como estava alinhada entre os vereadores, sendo eleita uma nova mesa, na qual Dilmair não participou em nenhum cargo.

O parlamentar diz que a população não sabe bem o que aconteceu, e enfatiza que um líder deve respeitar as leis da casa

“É notório talvez que a população não  saiba o que aconteceu realmente,  é porque eu não quero ser chato, mas estava formado um documento, assinado com a participação inclusive do prefeito que apareceu lá na hora, o atual presidente que era o vice-presidente nessa Chapa, assinou aceitando isso.”

“O que essa formalidade simplesmente é um ‘fio de bigode’, é honra no ‘fio do bigode’ que não aconteceu, ponto!!! Águas passadas, porém quando você assumi uma presidência para ser um líder daquela casa, deve respeitar as regras, e também o regimento. Até porque ali se faz as leis, e isso não vem ocorrendo aqui, então não nos deixa  magoado, mas sentido, porque quem vai padecer com toda essa forma de agir e tratar aquela casa, é a população.”

Dilmair versus Élbio

Vereadores Criticam Élbio e alegam autoritarismo na presidência da Câmara 2
(FOTO: 93FM / Marcelo Jhonnes)

O parlamentar explica no microfone da 93FM, o que realmente aconteceu na ultima sessão da Câmara, no conflito ocorrido com o Presidente da casa.

“O que que aconteceu na sessão passada é regimental, o que fala no regimento da casa que se segue uma ordem de falas, o presidente ele pode no artigo 67 se não me engano, do regimento interno, na qual a ordem de falas será por ordem de inscrição, ou num consenso em que determinou da primeira sessão a ordem que fica só vai passando, o ultimo vai para primeiro, do primeiro vem descendo, e na sequência essa ordem de fala  sendo apenas mudada por permuta”

Dilmair afirma que o presidente “ele fala a hora que ele quer, e não funciona dessa forma”

 

Autoritarismo no legislativo

Durante a entrevista, o vereador Adenilson Rocha, disse que: “o que vem acontecendo é a  autoridade, achando que o presidencialismo está acima de qualquer normas”

Diante desta fala, questionamos o parlamentar se ele acharia que o Presidente da Câmara Élbio Volkjweis é autoritário, De Rocha disse em tom firme:

MUITO,  eu já falei para ele (Élbio) várias vezes, e estou tranquilo eu não tem dificuldade nenhuma para falar e outra a questão de racha, eu não fui eleito para este  presidente, o  meu presidente é o Dilmair que esta aqui ao meu lado, eu respeito ele porque ele é o presidente da Câmara municipal. Então assim por exemplo se houver alguma coisa que está errado, eu sempre fui uma das pessoas que mais eu  sempre falei, só que chega uma hora que não pode acontecer.” 

 

Adenilson concluiu na entrevista que Vereadores entrariam com um mandato de segurança para que o regimento interno da casa fosse respeitado.

“Perdemos a paciência, nós vamos entrar com mandado de segurança assim para que seja com atendimento daquela casa já deixou bem claro essa parte nós vamos esperar esperar que volta nós vamos entrar a gente já tá preparando a peça porque você não tem mais o que discutir”

O parlamentar disse que estaria levantando situações de sessões anteriores para análises do Mandato de Segurança que será feito no retorno do recesso de 15 dias da Câmara de Vereadores.

 

Leia também –

 

Acompanhe outras notícias no Jornal da 93FM 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies