Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Governo de Mato Grosso contrata assessoria hospitalar

A média de cura é de 47%, governo busca aumentar a taxa.

0 181

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT)juntamente com o governo do estado,  iniciaram um processo de contratação de uma consultoria em assistência hospitalar. O assessoramento contratado pelo governo e SES-MT, tem como objetivo melhorar os índices de recuperação de pacientes registrados nos Hospitais Regionais de todo o Estado de Mato Grosso.

Dentre estas unidades está o Hospital Regional de Sinop. Mesmo registrando uma média de 47,3% de cura entre os pacientes atendidos na ala Covid-19 – em enfermaria e Terapia Intensiva –, o governo tem como desafio aumentar a taxa de recuperação registrada.

Os dados do Governo e SES-MT, ainda apontam que é inverídica a informação de que todos os pacientes da UTI vieram a óbito nos últimos meses.

“É absolutamente falsa a informação de que todos os pacientes que entraram na UTI do Hospital Regional de Sinop vieram a óbito. Contudo, estamos muito empenhados em ofertar essa consultoria aos hospitais e aumentar as nossas taxas de cura. Trabalhamos para oferecer o melhor atendimento à população”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

 

Na unidade regional de Sinop, mais de 300 pacientes receberam tratamento e se recuperaram com o auxílio da equipe profissional. O professor Euclides Maranho, de 65 anos e residente de Lucas do Rio Verde, ficou 16 dias internado na UTI do Hospital Regional. Ele atribui a sua recuperação à competência da equipe da unidade hospitalar.

“Passei muito mal e fui transferido para o Hospital Regional de Sinop, onde fiquei internado em UTI. Nesses dias em que estive no hospital, eu fui muito bem tratado, tinha seis refeições por dia. Nunca me faltou atendimento. Como fiquei sempre lúcido, pude perceber na UTI a dedicação total da equipe. Isso me deu a confiança de que, se dependesse do hospital, eu sairia de lá com vida. Comecei a acreditar e me sentir mais forte, também fui acompanhado por psicólogos”.

Euclides ainda pontuou que o atendimento não poderia ser melhor. “Eu só tenho a agradecer. Quem conhece o SUS do jeito que eu conheci e o tratamento que me foi dado, jamais teria coragem de falar mal do serviço”, disse.

(COM ASSESSORIA)

 

Leia também – UPA: Ampliação De 40 Leitos Não Podem Ser Utilizados

Acompanhe outras notícias no Jornal da 93FM

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies