Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Genro e filha são investigados por matar idoso em incêndio criminoso

A princípio o caso não era dado como criminoso, mas indícios apontam que o genro e a filha são os possíveis autores de um incêndio que vitimou um idoso de 77 anos em Mato Grosso.

Contradições marcam a versão do casal suspeito de incendiar uma casa em Mirassol D’Oeste (300 km ao Oeste de Cuiabá), que resultou na morte do idoso Toshio Ono, 77, no dia 26 de junho. Agora, Polícia Civil está colhendo provas para sustentar a materialidade de que a filha e genro da vítima são autores do crime, apesar de eles negarem o fato.

Em entrevista, Carla Nogueira, delegada responsável pelo caso, informou que durante a oitiva, o casal foi ouvido uma vez juntos e separados. “Ela fica calada e ele nega. Mas, separados, ela fala, dá outra versão, mas nega também. Por fim, acabam se contradizendo”.

Carla cita que N.Y.O, 44, filha de Toshio, tem um perfil omisso e entendeu que quem ‘manda’ era o marido dela, A.J.S.S., 52. Inicialmente, o incêndio que resultou na morte do idoso foi dado como acidental, mas a prisão foi necessária para resguardar e esclarecer os fatos.

Agora, a delegada quer apressar a perícia e o laudo da necropsia.

“A expectativa é saber se há amostra de fuligem no corpo, que indica que ele morreu asfixiado no incêndio. Ou, se ele foi morto antes e o corpo colocado no local”.

Vale ressaltar que a investigação ainda está colhendo provas para o inquérito, tal como documentos do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), que acompanhava a família.

Há relatos de que o idoso sofria maus tratos. Delegada descobriu ainda que no dia do crime, o genro de Toshio tirou todos os móveis da casa, além de ter tirado o botijão de gás.

“Ele disse que tirou para passar veneno no local. Mas, para quem passar veneno em casa você não tira os móveis, não tira o gás. Isso demonstra que ele pode ter preparado o local. Tudo foi colocado em uma casa nos fundos”, disse ela.

Corpo Carbonizado

Conforme noticiado, o fogo começou na noite do dia 26 e foi flagrado por uma equipe da PM, que fazia rondas pela cidade e avistou a fumaça. Quando chegou na rua, avistou a casa em chamas.

No local, conseguiram socorrer duas pessoas que pediram socorro – o casal preso. O idoso não foi dado como morto no primeiro momento, já que não costumava dormir naquela casa, e sim na casa de parentes.

Só em um segundo momento, quando o corpo do idoso foi encontrado e o paradeiro dele não foi descoberto, que a família entendeu que se tratava dele. Foram necessários 3 caminhões pipas para controlar o fogo.

(Com Gazeta Digital)

Genro e filha são investigados por matar idoso em incêndio criminoso 2
(Reprodução)

Leia também –

Acompanhe outras notícias no Jornal da 93FM 

 

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies