Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Titulação é prioridade do Incra ao completar 50 anos

Entre 2019 e junho deste ano, já foram emitidos 21.872 documentos titulatórios, sendo 21.281 TDs e 591 Certidões de Reconhecimento de Ocupação.

0 28

Ao completar 50 anos, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) inicia um novo ciclo, alinhado à orientação do Governo Federal e priorizando a entrega de documentos titulatórios às famílias ocupantes de terras públicas federais, seja por meio do programa de reforma agrária ou da regularização fundiária.

Nesse sentido, a autarquia tem trabalhado para adaptar o uso da tecnologia à legislação em vigor, de forma a agilizar a emissão de documentos titulatórios, garantindo a segurança jurídica aos beneficiados e a confiabilidade do processo, cuja conclusão ocorre com a entrega do título.

De 2019 a até junho deste ano, já foram entregues 42.491 documentos titulatórios a assentados da reforma agrária, sendo 5.981 Títulos Definitivos (TDs) e 36.510 Contratos de Concessão de Uso (CCUs).

Titulação é prioridade do Incra ao completar 50 anos
Definida a regulamentação do uso de sensoriamento remoto no processo de regularização fundiária. (Foto: Tamires Kopp)

Com esses documentos, os assentados terão acesso às políticas públicas oferecidas aos produtores rurais, em especial financiamentos para aquisição de insumos e equipamentos, além da garantia da posse definitiva da terra.

Em relação à regularização fundiária – mesmo com a pandemia da covid-19 e as dificuldades ocasionadas pela vigência da Medida Provisória 910/2019 e sua caducidade pela não votação pelo Congresso Nacional -, o trabalho tem se intensificado nos últimos meses, tanto de maneira direta quanto na atuação em parceria com os Estados. Entre 2019 e junho deste ano, já foram emitidos 21.872 documentos titulatórios, sendo 21.281 TDs e 591 Certidões de Reconhecimento de Ocupação (CROs).

Definida a regulamentação do uso de sensoriamento remoto no processo de regularização fundiária, a autarquia pretende acelerar o ritmo de emissão de novos documentos ainda no segundo semestre.

Desta forma, o Incra fará justiça àqueles que esperam há anos pela concretização do direito de propriedade, visando garantir e consagrar o princípio da dignidade humana. (Assessoria)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies