Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Sine de Sinop volta com atendimento presencial em horário especial na 2ª

O atendimento presencial de meio período seguirá até na quinta-feira, 30. Já na próxima segunda-feira, 04 de maio, o atendimento voltará a ser em período integral

0 149

O Sistema Nacional de Empregos de Sinop, o Sine, retomará o atendimento presencial de forma gradativa a partir da próxima segunda-feira (27). O órgão, que antes atendia em horário integral, abrirá suas portas, apenas, das 12h às 18h e trabalhará com sistema de senhas. A medida é em respeito às normas impostas através dos decretos Estadual e Municipal que alertam para a aglomeração de pessoas em virtude da pandemia do Coronavírus.

Leia também: População pode se candidatar a vagas de emprego pelo aplicativo

O atendimento presencial de meio período seguirá até na quinta-feira, 30. Já na próxima segunda-feira, 04 de maio, quando os decretos deixarão de vigorar, o atendimento voltará a ser em período integral, ou seja, das 8h às 18h, sem intervalo para almoço.

A coordenadora do Sine, Silmara Nardoni, explica que, tanto no atendimento gradativo, de meio período (12h às 18h), quanto no atendimento integral (8h às 18h), o Sine vai procurar manter e respeitar as regras de segurança impostas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que preza o distanciamento de 2 metros por pessoa, o uso de máscaras e a disposição de álcool em gel para o munícipe.

Recentemente, o Sine lançou e disponibilizou uma ferramenta digital para que o cidadão em busca de oportunidade de emprego não ficasse desassistido. A nova alternativa consiste de uma plataforma digital, ou seja, um site e um aplicativo para smartphones que, além de ofertar as vagas disponibilizadas pelas empresas, oferece, ainda, a opção para que o interessado possa enviar, de forma bastante simples e rápida, o seu currículo diretamente para a empresa.

Nardoni explica que o Sine sempre teve um papel mediador entre empresa e candidato, já que não tem fins lucrativos, ou seja, por se tratar de um órgão público, não cobra os serviços do cidadão. “O que nós fizemos foi nos adaptarmos ao período de quarentena e oferecer novas opções. O sistema é bastante parecido: a empresa disponibiliza a vaga, o cidadão se interessa, envia o currículo, a empresa analisa para ver se ele se encaixa e só, então, ele é chamado para entrevista e, é só a partir desse momento que ele toma conhecimento de qual é a empresa que está oferecendo a oportunidade de emprego. Tudo do mesmo jeito, só que de forma digital”. (Com assessoria)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies