Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Saiba o que é isolamento vertical, proposto pelo presidente Bolsonaro

A medida proposta por Jair Bolsonaro, visa combater o coronavírus de forma que a economia não seja afetada.

0 15

Após o pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, muitas contradições surgiram na manhã desta quarta-feira (25). O presidente ainda concedeu uma coletiva de imprensa, pela manhã, ao sair do Palácio da Alvorada.

Durante entrevista, Bolsonaro sugeriu que seja implantado pelo Ministério da Saúde, o isolamento vertical, que seria o contrário do que está acontecendo hoje no Brasil, onde ficariam isolados apenas as pessoas que pertencem aos grupos de risco.

Leia também: Mato Grosso novo caso de Coronavírus em Nova Monte Verde 

Nos últimos dias, vários autoridades como prefeitos, secretários municipais e estaduais de saúde, emitiram decretos proibindo a circulação de pessoas em locais de grande aglomeração, por prevenção à contaminação do coronavírus.

Foram suspensos através desses decretos, eventos, reuniões, atendimento ao público, celebrações religiosas entre outras movimentações com grande aglomeração de pessoas, causando também o fechamento do comércio local.

O Governo do Estado de Mato Grosso também decretou o fechamento, por tempo indeterminado, bares, eventos e restaurantes, como medida de prevenção à disseminação do Covid-19.

LEIA MAIS CONTEÚDOS SOBRE O CORONAVÍRUS EM SINOP E REGIÃO

 

Isolamento Vertical

Para que sejam reabertas as escolas, os comércios, o presidente da república sugeriu o isolamento vertical, onde apenas as pessoas que pertencem aos grupos de risco ficarão isoladas.

“Se tem que pegar o idoso, e isolá-lo. Com hotéis, ou em casa. Pô, cada filho cuida do seu pai ou seu avô, poxa! Não quer que eu contrate uma pessoa pra cuidar de cada idoso, é impossível. Eu não sei a massa de idoso que tem no Brasil, tem alguns milhões”, disse o presidente.

Portanto, o isolamento vertical trata-se de um determinado grupo de pessoas que estarão em quarentena domiciliar. Esse grupo seleto contará com pessoas específicas, enquanto as outras pessoas poderão realizar suas atividades em comunidade.

O pedido foi feito pelo presidente da república, que os trabalhadores que estivessem se sentindo bem, voltassem ao trabalho e as crianças retornassem às escolas, para que ninguém fosse prejudicado.

“O mal que teremos depois com esse tipo de tratamento, o isolamento horizontal, será muito maior do que vem acontecendo com o vírus no momento. É a realidade, alguém acha que dá pra ter zero morte? Tem inúmeras pessoas que se não tivesse o vírus também teriam morrido”, argumentou Bolsonaro.

 

Grupo de Risco

Pessoas com comorbidades, idosos acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos, portadores de doenças crônicas, pessoas com problemas respiratórios fazem parte do grupo de risco. Também deverão permanecer em quarentena domiciliar, as pessoas que estiverem com sintomas semelhantes ao coronavírus.

Até o momento, não foram repassadas informações oficiais do Ministério da Saúde, sobre o assunto. Houve uma expectativa de que o presidente Bolsonaro falasse com o Ministro, Henrique Mandetta, para que fossem alteradas as recomendações.

No princípio, as recomendações e orientações do Ministério era o isolamento domiciliar generalizado, ou seja, para todos os membros da família. Por este motivo, inúmeras medidas foram tomadas e decretos foram assinados.

A repercussão

Jairl Bolsonaro, presidente da República, disse ao sair do palácio, que a situação pode virar um colápso se as pessoas não voltarem à trabalhar.

“As empresas não produzindo, geladeira, carro medicamento, seja lá o que for, não tem como pagar o seu pessoal. Ai sim o pessoal CLT, não tem como pagar. Se a economia colapsar não, vai ter dinheiro pra pagar servidor público”

Bolsonaro alega que possivelmente, o Brasil continuará com o vírus de um jeitou ou de outro, até que se descubra uma cura para a doença. De acordo com o presidente, todos vão pagar o preço e a economia do Brasil pode sofrer danos maiores que a do Chile.

“O que precisa ser feito é botar esse povo pra trabalhar, preservar os idosos, aqueles que tem problema de saúde. Mas nada além disso, caso contrário, o que aconteceu no Chile vai ser fichinha perto do que pode acontecer no Brasil. Todos nós pagaremos um preço que levará anos para ser pago”

25/03/2020 Presidente BOLSONARO fala das repercussões do seu pronunciamento de ontem.

Gepostet von Sargento Claudinei am Mittwoch, 25. März 2020

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies