Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Relatório aponta crime ambiental no Rio Curupy; afirma vereador

O relatório final de impacto de meio ambiente no Rio Curupy, em Sinop, elaborado pelo biólogo Ms Alexandre Guimarães Soares, que foi contratado pela Câmara de Vereadores após uma denúncia de um suposto crime ambiental causado pela Concessionária Águas de Sinop, que foi feita pelo parlamentar Adenilson Rocha (PSDB), aponta que há um desequilíbrio biótico do meio aquático.

 

Traduzindo, o laudo aponta que a água do rio apresenta “alterações não aceitáveis de acordo com a resolução 357 do pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), tais como parâmetros físicos: odor, cor e turbidez; parâmetros químicos: nitrato, nitrogênio, amoniacal, DBO, DQO; análise microbiológica: insatisfatória (presença acima do permitido de coliformes)”, diz o parecer final.

 

Relatório Rio Curupy
Foto: Divulgação

 

De acordo com o vereador, o Legislativo contratou esse profissional para confirmar o tal crime. Rocha assegura que o biólogo será convocado para estar em tribuna na Câmara e explique como o relatório foi realizado e também o resultado. “Ele nos entregou o relatório final onde comprovou que a Águas de Sinop despejou esgoto no rio e assim durante 60 dias ele andou acompanhando o que tava acontecendo, qual era o impacto, de que forma que foi feito isso e foi comprovado esse crime ambiental”, afirma Adenilson.

 

Outro lado

Por meio de nota, a Concessionária Águas de Sinop assegurou à Rádio 93 FM, que ainda não teve acesso a esse relatório que foi solicitado pela Câmara de Vereadores.

 

A empresa relata que segue todos as normas estabelecidas pelos órgãos ambientais. “A concessionária esclarece ainda que atende a todos os parâmetros ambientais exigidos e realiza, mensalmente, monitoramento e análises que são enviadas a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA).

Resíduos despejados estariam causando a morte de peixes — Foto: Reprodução/TVCA
Resíduos despejados estariam causando a morte de peixes — Foto: Reprodução/TVCA

O caso

No início do mês de setembro a SEMA multou a concessionária em R$ 1 milhão, após o flagra do rompimento da tubulação de esgoto que ocasionou o despejo de dejetos no Rio Curupy. O fato também colaborou para a morte de dezenas de peixes.

 

Na época, a Concessionária verificou a situação e solucionou o problema, ou seja, arrumou a tubulação e alegou que todo o material despejado no afluente do rio era tratado e não tóxico. Um Processo Administrativo foi encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE), e além disso, um Termo de Ajustamento de Conduta também foi assinado pela empresa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies