Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Número de acidentes com motos na BR-163 no 1º semestre de 2020 é o menor em 5 anos

Queda nas ocorrências com motocicletas chega a 17% em relação aos anos anteriores

No primeiro semestre de 2020, a Concessionária Rota do Oeste, registrou o menor número de ocorrências com motocicletas desde 2015 na BR-163, alcançando uma queda de até 17% em comparação aos outros anos. Apesar da redução nos últimos 5 anos, com a chegada da Rota do Oeste no estado, a empresa alerta que diminuir o índice de gravidade dos casos ainda é um desafio.

De 1º de janeiro a 30 de junho deste ano, as motocicletas estiveram envolvidas em 22% dos registros na rodovia, ocupando o terceiro lugar no ranking de veículos, ficando atrás das carretas (1º lugar, 53%) e automóveis (2º lugar, 32%).  O levantamento demonstra ainda que neste período houve uma redução de 17% nos casos com motocicletas, em comparação aos primeiros seis meses de 2018 e 4% em relação ao ano passado.

Embora exista uma queda na quantidade geral de casos, o gerente de Operações da Concessionária, Wilson Ferreira, destaca que o percentual de feridos demonstra que é preciso reforçar os cuidados. “Nossos dados demonstram que 25% dos acidentes com motocicletas deixam feridos. O motociclista, na maioria das vezes, é a parte mais fraca do trânsito pela própria natureza do veículo que não oferece proteção.  Por isso, todos que compõem o trânsito, independentemente de ser ou não motociclista, devem ficar atentos e ter cuidado redobrado como forma de cuidado e respeito à vida. Trânsito seguro é responsabilidade de todos”.

Ferreira orienta motociclistas e motoristas a redobrarem a atenção quando estiverem na rodovia, especialmente nas travessias urbanas; adotem a direção defensiva como prática indispensável para salvar vidas e respeitem a legislação de trânsito. “Especificamente aos motociclistas, a recomendação é o uso de roupas apropriadas para rodovia, com faixa reflexiva, calçados fechados, capacetes afivelados e com a viseira baixada, além de atenção extra, sempre”.

Como a BR-163 tem tráfego predominantemente de veículos de carga, outra orientação aos condutores de motocicleta é manter distância e verificar se está sendo visto pelo motorista da carreta ou caminhão. “Pontos cegos devem ser evitados, devendo sempre manter distância segura, procurando não ‘concorrer’ com veículos de grande porte. Tem que ter o conhecimento de que o motorista pode não estar vendo a motocicleta”. (Da assessoria)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies