Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Mulher é presa por Maria da Penha após espancar ex do atual

O homem que estava filmando foi identificado como ex-marido da mulher agredida, que possui necessidades especiais. Ele também foi preso.

0 488

Uma mulher foi presa por espancar a ex-mulher de seu atual marido, na segunda-feira (16), após representação da Delegacia da Mulher de Sinop. O crime teria ocorrido na noite de sábado (14), véspera das Eleições 2020, no município de Cláudia, onde toda a agressão foi filmada pelo ex-marido da vítima.

O homem que estava filmando foi identificado como ex-marido da mulher agredida, que possui necessidades especiais. Ele também foi preso, por omissão de socorro e, de acordo com a Polícia, ele teria supostamente expulsado a vítima de casa, ainda quando estavam juntos.

As imagens circularam as redes sociais, causando comoção à população de Cláudia e de todo o Estado, devido à crueldade da agressora e a reação do indivíduo que estava filmando. Em partes da gravação, a vítima e seus filhos pedem ajuda, mas o rapaz continua filmando e a agressora continua com o ato.

Na internet, o vídeo acabou parando nas mãos das autoridades competentes, que representou contra os acusados, um pedido de prisão. Para evitar danos maiores, os suspeitos foram retirados da cidade, imediatamente, e encaminhados até os presídios feminino e masculino.

O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Sinop, representada pelo titular Dr. Ugo Reck de Mendonça. Em entrevista a 93 FM, e delegado lamenta a agressão e sita o fato da cena ter sido assistida pelos dois filhos do casal, presencialmente.

“Infelizmente é uma situação grave e triste, que a vítima foi agredida na frente dos filhos, crianças pequenas aparentemente de 04 e 02 anos.  Recebemos o vídeo no domingo à noite, tomando as devidas providencias na segunda-feira, feita a representação pela prisão dos envolvidos, deferida pelo Judiciário em concordância com o Ministério Público”, disse em entrevista à 93 FM.

Para o delegado, o crime pode ser incorporado à Lei Maria da Penha, tanto para o suspeito que filmava o ato sem nenhuma reação, quanto para a agressora.

“Eu entendi que cabe a aplicação da Lei Maria da Penha para os dois. O suspeito vai responder por omissão, existe uma previsão no código penal da omissão penalmente relevante, então ele responde o mesmo crime que a atual companheira dele”, pontuou.

Questionado sobre o destino das crianças, Dr. Ugo informou que o acompanhamento será feito pelo Conselho Tutelar da cidade.

“Eu solicitei o acompanhamento do Conselho Tutelar, para ver os familiares que irão poder ficar com as crianças, a princípio a vítima voltou para casa  dos pais na cidade, não sei se ela vai ter condições de como será feito, mas em tese as crianças devem continuar com a mãe, onde  eles estiverem, agora com os pais dela”, definiu o delegado.

De acordo com a Polícia, existem ao menos três crimes praticados pelo casal, sendo injúria, lesão corporal – evidenciado nas filmagens e também em exame médico -, e as ameaças proferidas pela atual companheira do suspeito. (Rômalo Bessa com Rafaela Bonifácio)

Leia também – Genro é preso acusado de espancar e matar a sogra em Sorriso

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies