Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM

Mortes no trânsito de Sinop aumentam 25% e orientações são reforçadas

0 62

O número de mortes no trânsito em Sinop cresceu 25,4% entre os anos de 2017 e 2018, passando de 59 para 74, indicou pesquisa recente divulgada pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte Urbano. O último ano encerrou registrando, ainda, mais de 2,1 mil acidentes (2.195) em vias públicas do município. No mês em que se alude aos riscos e perigos do trânsito – o Maio Amarelo – os números revelam um cenário preocupante e que serve como base para um trabalho conduzido pela Guarda Civil Municipal (GCM).

Conforme explica Benhur Carvalho, guarda civil municipal na Secretaria de Trânsito, conhecer a realidade do trânsito no município, as estatísticas e fragilidades são formas de estimular a conscientização e valorização à vida por motoristas durante as palestras que vêm sendo conduzidas nesta campanha. Durante o Maio Amarelo, além das ações pautadas em formação, capacitação e orientação também são foco da GCM as blitze educativas em ruas e avenidas da cidade.

Nesta terça-feira, 07/05, como parte do cronograma do Maio Amarelo foram realizadas exposições e diálogos com colaboradores da Rede Machado de Supermercado, unidade Itaúbas. As capacitações iniciaram na segunda-feira (06) e se estendem até a quarta-feira (08). “Como temos os colaboradores das empresas que circulam todo dia de casa para o trabalho, do trabalho para casa e que, para evitar que acidentes aconteçam neste percurso, levamos esta conscientização. É um trabalho de consciência, de responsabilidade, que mostra comprometimento de cada um no trânsito”, explica Benhur Carvalho, em uma referência às palestras.

Com as ações do Maio Amarelo, o município de Sinop adere à campanha global realizada com o propósito de alertar a sociedade sobre os riscos, o aumento no número de mortes e de acidentes. A ação vem recebendo feedback positivo por onde tem passado. Conforme avaliou, nesta terça-feira, 07/05, Herbio Barbosa de Goes, profissional da equipe de segurança do trabalho da Rede Machado, oportunizar aos colaboradores da empresa um maior conhecimento sobre a temática Maio Amarelo implica em uma humanização.

“Hoje, temos 2,4 mil colaboradores e essa troca de informação, treinamento pela Guarda é muito importante. Nos ajudam [as formações] a nos sentirmos mais seres humanos, a importância de respeitar o colega no trânsito, de respeitar a vida”, avaliou Herbio.

De acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,35 milhão de pessoas morrem a cada ano como resultado de acidentes de trânsito no planeta. Mais da metade das mortes está entre os usuários de via pública, isto é, pedestres, ciclistas e motociclistas. A entidade aponta, ainda, que as lesões causadas no trânsito são a principal causa de morte de crianças e jovens entre 5 e 29 anos.

Mortes no Trânsito x Crimes violentos
Em se tratando do trânsito, outra pesquisa recente divulgada, desta vez pela Seguradora Líder, empresa administradora do Seguro DPVAT, indicou que Mato Grosso é o quinto Estado brasileiro, em uma lista de nove pesquisados, onde os acidentes de trânsito matam mais que os crimes violentos. A estatística mostrou que só no ano de 2018 um total de 1.143 pessoas perdeu a vida em vias públicas, enquanto 978 em decorrência da violência provocada por homicídio, lesão corporal seguida de morte ou latrocínio.

Construída a partir de números de pagamentos do Seguro, a pesquisa mapeou a realidade de nove Estados brasileiros, sendo, em São Paulo, o líder em mortes no trânsito – 5.462 contra outras 3.464 mortes violentas -. Falta de atenção, desrespeito às normas de trânsito, excesso de velocidade aparecem como alguns dos motivos responsáveis pelos acidentes e os consequentes óbitos. (Com assessoria)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies