Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Governadores pedem socorro ao presidente sobre falta de medicamentos em UTI

Mauro Mendes em conjunto com outros 12 governadores, encaminharam um documento para o presidente Jair Bolsonaro, alertando sobre a possibilidade da falta de medicamentos para pacientes em tratamento contra a Covid-19 nas UTI´s. Acesse e saiba quais são os outros estados prejudicados.

 Em conjunto com outros 12 governadores,  Mauro Mendes (DEM) assinou, um ofício encaminhado ao presidente da República Jair Bolsonaro, alertando sobre a possibilidade da falta de medicamentos utilizados no chamado “kit intubação”, para pacientes em tratamento contra a covid-19, nas unidades de terapia intensiva (UTI).

Conforme o documento, o grave crescimento do número de casos da doença registrados nas últimas semanas, os governadores reiteraram a preocupação já relatada pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), em diversas oportunidades, no gabinete de crise do Ministério da Saúde.

“Sobre irregularidades no abastecimento do SUS com medicamentos bloqueadores neuromusculares, anestésicos e sedativos, utilizados na indução e manutenção de tratamento, por meio de Intubação Orotraqueal – IOT, em pacientes com Covid-19”.

O Conselho apontou que, de acordo com dados da última semana (7 a 13 de março do ano em curso), ao menos 11 medicamentos estão em falta ou em baixa cobertura (entre 0-20 dias) em mais de 10 estados.

“Notadamente, a situação mais grave refere-se aos bloqueadores neuromusculares, que estão em falta ou em baixa cobertura (entre 0-20 dias) em pelo menos 18 estados”.

No documento, os governadores fazem apelo por medidas emergenciais coordenadas pelo Ministério da Saúde como a compra emergencial de forma contínua pelo período mínimo de 60 dias, prioridade e celeridade para a publicação de novo certame visando à obtenção de atas de registro de preços nacionais, realização de aquisições internacionais, com a urgência que o momento exige, contando com o apoio logístico da Força Aérea Brasileira, alicerçadas por meio de tratativas diplomáticas junto a países e entidades estrangeiras, ressaltando a gravidade da emergência humanitária no Brasil.

Nessa quinta-feira (18.03) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confirmou que irá trabalhar para importar de forma mais rápida e menos burocrática os medicamentos para intubação de pacientes em estado grave. Isso porque, com o aumento no número de internações em leitos de UTI em todo o Brasil, a demanda por fármacos que integram o chamado “kit intubação” (como analgésicos, sedativos e bloqueadores musculares) também aumentou, e a indústria brasileira já alerta para um risco de colapso em vinte dias.

Lista de governadores que assinaram o documento:

  1. Wellington Dias – Governador do Estado do Piauí e coordenador da temática Estratégia para vacina contra Covid-19 Fórum Nacional de Governadores
  2. Waldez Góes – Governador do Estado do Amapá
  3. Rui Costa – Governador do Estado da Bahia
  4. Camilo Santana – Governador do Estado do Ceará
  5. Renato Casagrande – Governador do Estado do Espírito Santo
  6. Flávio Dino – Governador do Estado do Maranhão
  7. Mauro Mendes – Governador do Estado de Mato Grosso
  8. Helder Barbalho – Governador do Estado do Pará
  9. João Azevêdo – Governador do Estado da Paraíba
  10. Paulo Câmara – Governador do Estado de Pernambuco
  11. Fátima Bezerra – Governador do Estado do Rio Grande do Norte
  12. Eduardo Leite – Governador do Estado do Rio Grande do Sul
  13. Belivaldo Chagas – Governador do Estado de Sergipe

(Com Capital Notícia)

Leia também- Sem Melhora Após Prorrogação De Decreto, Mendes Não Descarta Medidas Mais Rígidas

Acompanhe essa e outras informações no Jornal da 93FM

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies
Open chat