Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

SINOP: Devolução amigável de trecho da BR-163 para Rota do Oeste é autorizado

A portaria, assinada pelo ministro Marcelo Sampaio Cunha Filho, atende ao requerimento da OAB e é um passo no trâmite do processo de devolução amigável da rodovia, pela Concessionária Rota do Oeste; confira!!!

O Ministério da Infraestrutura publicou, nesta sexta-feira (6), a portaria de Nº 24, declarando a compatibilidade do requerimento de relicitação da concessão da Rodovia BR-163, no trecho que corta Mato Grosso em Sinop. A decisão vem após reunião entre representantes da OAB-MT e diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), na quarta-feira (4), em Brasília.

A portaria, assinada pelo ministro Marcelo Sampaio Cunha Filho, atende a requerimento da OAB e é um passo importante no trâmite do processo de devolução amigável do trecho da rodovia, pela Concessionária Rota do Oeste (CRO).

Agora, a questão segue para o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República. O Conselho do PPI é formado por diversos ministros e emitirá parecer a ser encaminhado ao presidente da República, para decisão final com edição e Decreto Presidencial.

A OAB defende a aceitação da devolução amigável do trecho, acreditando que, diante de todo o imbróglio, este é o caminho mais curto para uma nova licitação da rodovia e resolução do problema.

“Na reunião em Brasília, pedimos ao diretor geral da ANTT, Rafael Vitale Rodrigues, que intercedesse no processo de devolução amigável, que ainda estava no Ministério da Infraestrutura, para que fosse também aceito pelo ministro e subisse ao Conselho do PPI, detalha o presidente da Comissão Especial da BR-163 da OAB-MT, Abel Sguarezi.

No dia seguinte à reunião, o ministro emitiu esta portaria, acolhendo o pleito da OAB, sobre o trecho da BR-163.

“Este é um passo muito importante para o tramitar deste processo, pois referenda o que a OAB sustentou na reunião colegiada do dia 10 de março, que este seria o caminho mais rápido para a resolução deste problema. A aceitação da devolução amigável ratifica que a OAB está no caminho correto, que fez o pleito eficaz. Agora esperamos que, ainda no curso do mês de maio, o Conselho do PPI referende essa decisão e encaminhe ao presidente para que seja editado o decreto presidencial”, complementa Sguarezi.

Quem fez a sustentação oral em 10 de março, defendendo a adminissibilidade do pedido, foi a própria presidente da OAB-MT, Gisela Cardoso. Segundo ela, a Ordem dos Advogados “não vai descansar” até a resolução do problema.

“Estamos empenhando esforços, para cobrar celeridade no deslindar deste caso e esta portaria, que atendendo ao nosso pleito, é indicador do quanto estamos, enquanto OAB, envolvidos na causa, que é de interesse público”.

De acordo com Gisela Cardoso, a concessão da BR-163, em 2013, gerou grande expectativa nos mato-grossenses, trazendo a esperança de que, até 2019, a via estaria duplicada no trecho entre a divisa com o Mato Grosso do Sul (MS) até Sinop. Porém, as obras paralisaram em 2016 e a situação foi virando uma bola de neve, resultando em prejuízos econômicos e ceifando vidas.

Representando a OAB, participaram da reunião da ANTT comitiva de Mato Grosso – Gisela Cardoso, Abel Sguarezi, Fernando Mascarello (secretário-geral da Comissão da BR-163) – e o conselheiro federal e tesoureiro do CFOAB, Leonardo Campos.

Agora, a Comissão Especial da BR-163 da OAB-MT irá requer uma audiência com o Conselho do PPI, para pleitear um parecer tão célere quanto exige a gravidade da situação da BR-163, inclusive do trecho que corta Mato Grosso em Sinop .

(Com Repórter MT)

Leia também –

Acompanhe mais informações no Jornal Integração

 

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies