Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Saiba como realizar o Diagnóstico precoce do Câncer de Próstata na Pandemia

Com o impacto da pandemia da COVID-19, todos os procedimentos de proteção para realização do diagnóstico precoce do Câncer de Próstata. Acesse e saiba mais!!!

No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre homens – ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. No começo, pelo fato dos sintomas serem silenciosos, o câncer de próstata é de difícil diagnóstico, já que a maioria dos pacientes apresentam indícios apenas nas fases mais avançadas da doença.

Casos familiares de pai ou irmão com câncer de próstata, antes dos 60 anos de idade, podem aumentar o risco em 3 a 10 vezes em relação à população em geral.

“Quando aparentes, os sintomas detectados como dificuldade para urinar, presença de sangue na urina, parada de funcionamento dos rins indicam a presença de doença avançada, além de sintomas decorrentes da disseminação para outros órgãos, tal como dor óssea nos casos de metástases ósseas”, destaca Mariane Fontes.

Por apresentar sintomas mais evidentes quando o câncer de próstata já apresenta evolução, é recomendável que homens a partir de 50 anos (e 45 anos para quem tem histórico da doença na família) façam anualmente o exame clínico (toque retal) e a medição do antígeno prostático específico (PSA) – feita em unidades de nanogramas por mililitro (ng/ml) por meio de um exame simples de sangue – para rastrear possíveis alterações que indiquem aparecimento da doença. Quando há suspeita da doença no organismo do homem, é indicada uma biópsia através de ultrassonografia transretal para a confirmação do diagnóstico.

Como o câncer de próstata é tratado

O tratamento depende do estágio e da agressividade em que a doença se encontra. Eles devem ser projetados individualmente para cada paciente de acordo com o seu quadro clínico pessoal. “No caso em que a doença se encontra no estágio inicial e com características de baixa agressividade, o acompanhamento vigilante com consultas e exames periódicos deve ser discutido com o paciente, uma vez que é possível poupar os mesmos de algumas toxicidades que o tratamento causa”, pontua Paulo Lages.

“Nos outros casos de doença localizada, a cirurgia, a radioterapia associadas ou não a bloqueio hormonal e a braquiterapia (também conhecida como radioterapia interna) pode ser realizada com boas taxas de resposta positiva”, completa Mariane Fontes.

Quando os pacientes apresentam metástases, diversos tratamentos podem ser realizados, como o bloqueio hormonal, a quimioterapia, novos medicamentos que controlam os hormônios por via oral e também uma nova classe de remédios que são conhecidas como radioisótopos, partículas que se ligam no osso e emitem doses pequenas de radioterapia nestes locais.

 

Realizar o Diagnóstico na Pandemia

A pandemia da COVID-19 reduziu os índices de diversos exames realizados no Brasil, inclusive o exame para o diagnóstico de Câncer de Próstata também teve a sua queda considerável na Pandemia. Diversos fatores contribuíram para que houvesse a queda dos diagnóstico como a sobrecarga da saúde, e também o fator do isolamento social. Com o avanço da vacinação, as flexibilizações acontecem e assim as normalidades podem ser retomadas, como os exames de diagnóstico. Mesmo com as flexibilizações, os protocolos de segurança devem ser mantidos com a ida até os consultórios para as realizações dos exames.

O Laboratório Bioclínico relata como pode fazer o seu diagnóstico em momentos de pandemia. Segundo o laboratório, usar as máscaras de proteção facial é importante para o combate da disseminação do coronavírus, higienização das mãos, onde você pode lavar com água e sabão, ou até mesmo  a higienização com álcool em gel, onde recipientes devem ser disponibilizados em locais públicos, e a população levar o seu para o manuseio. Como os pacientes devem ir até o laboratório para realização dos exames, é importante que mantenham o distanciamento social, e evite as aglomerações.

Seguindo os protocolos, os pacientes podem realizar os seus exames, como o de Câncer de Próstata, de forma mais segura, garantindo o seu bem-estar

 

Para ter mais informações acompanhe o Programa Viva com Saúde toda terça e quinta-feira no Portal 93, no rádio e nas redes sociais. Um programa focado em levar informações para melhoria da sua saúde. Patrocínio: Laboratório Bioclínico. A saúde ao seu alcance.

 

Saiba como realizar o Diagnóstico precoce do Câncer de Próstata na Pandemia 2

 

Leia Também –

Acompanhe outras notícias no Jornal Integração

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies
Open chat