Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Câmara Federal realizará audiência pública para discutir sobre Ferrogrão

O objetivo é discutir os benefícios do empreendimento e dar mais celeridade no andamento do projeto. A previsão é que a audiência ocorra ainda este ano; confira...

A Comissão de Viação e Transporte da Câmara Federal aprovou, ontem (17), o requerimento do deputado federal José Medeiros (PODE), atendendo solicitação do prefeito Roberto Dorner, para realização de uma audiência pública para debater a implantação da Ferrogrão.

Conforme a Comissão da Câmara Federal, o objetivo é discutir os benefícios do empreendimento e dar mais celeridade no andamento do projeto. A previsão é que a audiência ocorra ainda este ano.

A ferrovia terá 933 km de trilhos e cumprirá um papel estruturante para o escoamento da produção de milho, soja e farelo de soja, prevendo-se ainda o transporte de óleo de soja, fertilizantes, açúcar, etanol e derivados do petróleo. O investimento na concessão será de R$ 21,5 bilhões.

“Além de discutir a importância da Ferrogrão para Mato Grosso e o país, vamos promover um debate sobre os entraves jurídicos que paralisaram a licitação. Vamos convidar o ministro Alexandre de Moraes e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, na tentativa de buscar um consenso sobre o assunto”, frisou o deputado federal José Medeiros, que é membro da Comissão de Viação e Transporte da Câmara Federal.

A estimativa é de que sejam transportadas mais de 20 milhões de toneladas de cargas no início da operação, prevista para 2030, e de cerca 50 milhões de toneladas ao final do período de 69 anos de concessão. O empreendimento terá arrecadação tributária de R$625 milhões e de R$5,3 bilhões com a operação, com geração de mais de 300 mil empregos. A ferrovia também irá promover uma redução de R$19,2 bilhões no custo do frete em relação à rodovia, com eficiência ambiental e redução de 50% do total de emissões de CO2.

Ao defender a Ferrogrão, Medeiros lembra que existe um lobby para impedir a redução do frete com as ferroviais.

“O lobby é grande para impedir a redução do frete e manter o monopólio, mas o governo Bolsonaro é o primeiro que vem enfrentando com coragem tudo isso e trabalhando efetivamente para melhorar o escoamento da produção de Mato Grosso e de outros estados”.

O projeto da ferrovia está paralisado desde março em função de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Atendendo um pedido do PSOL, o ministro do STF Alexandre de Moraes suspendeu a licitação da obra em função da Ferrogrão passar por cerca de 400 hectares de 1 milhão que compõem a reserva do Parque Nacional do Jamanxin (PA).

Em agosto, o município de Sinop foi sede de um encontro, que reuniu lideranças de toda a região, com a presença do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para debater e fortalecer o apoio à implantação da Ferrogrão. O evento foi organizado pela Prefeitura de Sinop, Câmara de Vereadores e Unesin (União das Entidades de Sinop), com apoio do Sindicato Rural, lideranças políticas Federais, Estaduais e do setor produtivo de Mato Grosso e do Pará, por onde a ferrovia será construída.

(Com Prefeitura de Sinop)

Leia Também – 

Acompanhe essas e outras Notícias no Jornal Integração

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies