Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Violência contra mulher em Sinop aumenta mais de 50% durante pandemia

0 79

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), órgão que atua no atendimento a famílias e indivíduos que se encontram em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados, registrou um aumento percentual de 56% dos casos de violência contra mulheres nos últimos dois meses (Abril e Maio).

A coordenadora de proteção social especial, Rozane Rizzatti Mendes, explica que anterior à situação de pandemia causada pela Covid-19, a equipe técnica do CREAS de Sinop mantinha em acompanhamento uma média de 16 mulheres por mês.

“Entretanto, observamos um aumento significativo dessa demanda após o início do isolamento social, proposto como medida de contenção ao coronavírus, que obriga as pessoas a permanecerem mais tempo em suas casas. Atualmente, o CREAS de Sinop acompanha 25 mulheres vítimas de violência. Esse crescimento tende a aumentar caso a situação de pandemia perdure por mais tempo. Vale ressaltar que nesse momento estamos recebendo, principalmente, os casos encaminhados pela delegacia que são mais urgentes, como agressões graves e tentativas de homicídio, os quais a polícia encaminha e acompanha as mulheres vítima de violência até a unidade do CREAS para as devidas providências”.

O objetivo do CREAS nesses tipos de casos é ofertar serviços especializados e continuados que possam contribuir para assegurar a proteção social imediata e atendimento interdisciplinar às pessoas em situação de violência, visando sua integridade física, psicológica e social, fortalecer os vínculos familiares e a capacidade protetiva da família, fortalecer as redes sociais de apoio da família, processar a inclusão das famílias no sistema de proteção social e nos serviços públicos, conforme necessidades, minimizar os danos e a incidência de violação de direitos e prevenir a reincidência.

A prefeita Rosana Martinelli já havia chamado a atenção e reforçado junto ao Creas as medidas de combate à violência contra a mulher. “A violência contra a mulher está sendo disseminada de uma forma assustadora no silêncio da quarentena. É importante que todos rompam a violência, denunciem pelo 190. Nossa equipe está preparada para prestar todo o auxílio que essa mulher necessite”, afirmou a prefeita. (Da assessoria)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies