Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Secretário afirma que pacientes não recebem atenção essencial nos municípios

Gilberto afirmou que a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI disponíveis para tratamento desses pacientes, é reflexo dessa falta de atenção.

O secretário Estadual de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, voltou a afirmar que os pacientes com suspeitas e também os que são confirmados com a Covid-19, não recebem a atenção necessária na saúde primária, ou seja, nas unidades básicas de saúde dos municípios.

Durante a coletiva virtual da manhã desta quarta-feira (24), Gilberto afirmou que a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI disponíveis para tratamento desses pacientes, é reflexo dessa falta de atenção.

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE O CORONAVÍRUS NA REGIÃO

“A maioria dos pacientes que estão procurando a assistência hospitalar estão chegando no estado muito grave, porque na atenção primária e na atenção secundária esses pacientes não estão encontrado a receptividade que deveria ter para o atendimento primário. Aí a situação está se agravando e a demanda pelos hospitais de referência para pacientes mais grave está aumentando muito”.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), divulgado na noite dessa terça-feira (24), a taxa de ocupação dos leitos de UTI’s é de 87,1%. O documento aponta que 221 pessoas estão internadas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), sendo que 44 em hospitais particulares, 160 em leitos de UTIs públicas e 17 em unidades filantrópicas.

Secretário afirma que pacientes não recebem atenção essencial nos municípios 3

A secretaria informou que esses dados foram atualizados às 13h dessa terça-feira (23) e que apenas 31 UTIs estavam disponíveis até o fechamento do balanço para a divulgação do boletim.

O chefe da secretaria estadual de saúde chamou a atenção dos gestores municipais e pediu que os municípios tenham uma atuação mais severa nesse atendimento inicial.

“Intensificação e melhoria do atendimento na rede primária, no primário atendimento, na porta de entrada do paciente suspeito, ou confirmado de Covid. Pra que ele receba um atendimento inicial, abrandar os sintomas, procurar acura mais antecipada e evitar a necessidade de UTI”, complementou na fala dele.

Ainda de acordo com o boletim divulgado ontem, a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria é de 25,6%. Ha atualmente, 615 leitos disponíveis, sendo que do número total, que é de 816, a quantidade de pacientes internados é de 241. Sendo que 67 deles estão em leitos de unidades particulares, 162 em públicas e 12 em filantrópicas.

Dados do boletim

A Secretaria de Estado de Saúde notificou, até a tarde desta terça-feira (23), um total de 11.017 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 423 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Nas últimas 24 horas, surgiram 749 novas confirmações.

Dos 11.017 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 6.205 estão em isolamento domiciliar e 3.927 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 209 internações em UTI e 201 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 87,1% para UTIs e em 25,6% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 49,4% dos diagnosticados são do sexo feminino e 50,6% masculino; além disso, 2.996 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 15.690 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 920 amostras em análise laboratorial.

Secretário afirma que pacientes não recebem atenção essencial nos municípios 4

Assista a live com o secretário estadual de saúde:

Gepostet von Governo de Mato Grosso am Mittwoch, 24. Juni 2020

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies
Open chat