NOVIDADES

Oito dias de campo apresentam cultivares de soja convencional em Mato Grosso

Dia de campo mostra integração lavoura-pecuária no norte de Mato Grosso

Dia de campo mostra resultados da ILPF no sul de Mato Grosso

Suco Detox

Dicas Domésticas da Semana

Mulher Maravilha 2017

Gincana do Amor

3 Dicas de como aliviar a TPM

LoL – O jogo mais jogado no mundo.

Triplo Rock

tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-os-recem-nascidos

Por vezes o recém-nascido apresenta um conjunto de alterações que não simbolizam especificamente uma doença, mas demonstram que a saúde da criança não está completamente plena.

Entenda um pouco mais sobre este assunto que é indispensável para as mamães de primeira viagem.

Alguns sinais funcionam como alerta, e as mães devem estar atentas a esses detalhes:

  • Perda de apetite
  • Vômitos
  • Regurgitações freqüentes
  • Pouco ganho de peso
  • Diminuição da atividade

Recém-nascido

Há muitas explicações para os sintomas, sendo que as septicemias.

Caracteriza-se pela presença de micro organismos e suas toxinas na corrente sanguínea, provocando desta maneira uma infecção generalizada.

Meningites (inflamação aguda ou crônica das meninges) e as hemorroidas (provocada pela dilatação das veias varicosas do ânus), são as causas mais populares.

Diante de tal situação, as mães precisam estar alerta e procurar auxílio médico o mais breve possível caso a criança apresente algum dos sintomas descritos anteriormente.

Numerosas vezes acontecem o aumento da temperatura corporal do recém-nascido.

Retiradas as doenças que podem causar febre, a falta de líquido ou agasalhos em excesso podem ser as causas mais comuns.

Desta maneira, este aumento de temperatura é temporário e é conhecido como “febre da sede”.

Principalmente no verão, quando há um risco eminente à desidratação, as mães devem atentar-se a essas possibilidades.

Lembrando sempre que o leite materno é muito importante no desenvolvimento da criança.

Deste modo, não há a necessidade de nenhum outro alimento até os seis meses de vida, salvo somente sob prescrição médica.

Não são raras às vezes em que crianças apresentam secreção sanguinolenta no local da cicatrização do umbigo, após o mesmo cair.

Geralmente isso não provoca problemas maiores, porém é necessário que a região permaneça sempre limpa e seca.

Outra situação bem corriqueira é o surgimento de um granuloma (carne esponjosa) no umbigo.

Nesses casos é imprescindível procurar orientação médica.

 

Leave a Reply

Fale com a Deyse agora!
Powered by InConect