Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM

Prefeito faz projeto para criar verba indenizatória de R$ 8,5 mil para ele e desiste

0 18

O prefeito de Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, Luiz Binotti (PSD), encaminhou à Câmara de Vereadores um projeto para criar verba indenizatória de R$ 8,5 mil para ele mesmo e de R$ 3,5 mil para o cargo de vice-prefeito, atualmente vago, e e outros cargos da prefeitura

Segundo a Câmara, o projeto deveria entrar em pauta na sessão da última segunda-feira (1º), mas vou retirado a pedido do próprio prefeito.

À reportagem, a assessoria da prefeitura afirmou que o projeto está sendo reavaliado pelo prefeito e, durante a semana, ele deve decidir se a proposta voltará para ser analisada pelos vereadores.

No projeto, o prefeito aponta o “não recebimento de diárias, adiantamentos, passagens e ajuda de transporte, dentre outras despesas inerentes ao exercício dos cargos para custeio das viagens dentro do estado”, como justificativa.

A proposta prevê o pagamento de verba indenizatória aos cargos no valor de:

  • Prefeito (R$ 8,5 mil);
  • Vice-prefeito (R$ 3,5 mil);
  • Diretor de Desenvolvimento Humano e Diretor de Desenvolvimento Sustentável (R$ 8 mil);
  • Secretários Municipais, Procurador-Geral e Diretor Executivo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) (R$ 6 mil);
  • Gerente da Controladoria Interna, Gerente de Projetos, Convênios e Prestação de Contas e Diretor Executivo do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Lucas do Rio Verde (PREVILUCAS) (R$ 3 mil).

A verba indenizatória só não será paga nos períodos de licença-maternidade, férias e afastamento da função.

Ainda na justificativa, o projeto cita que médicos concursados tem remuneração superior a do prefeito, que vai na contramão do que diz a Constituição Federal. A inconformidade é alvo de um inquérito civil proposto pelo Ministério Público.

Assim, “para evitar uma ação civil pública” e um “pedido de exoneração em massa dos médicos concursados”, como consta no projeto, o prefeito propôs o repasse para o “consequente aumento da remuneração”. (Do G1 Mato Grosso)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies