Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Prefeito de Sorriso decide permanecer com decretos municipais até sábado

De acordo com o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, o comitê irá avaliar a fala do presidente da república.

0 24

O pronunciamento – em cadeia nacional de comunicação – do Presidente da República, Jair Bolsonaro, gerou muitos comentários nas redes sociais, inclusive influência sobre comitês, gabinetes e lideranças locais. Na noite de ontem (24), o Prefeito de Sorriso, Ari Lafin, convocou uma reunião extraordinária do Comitê de prevenção contra o coronavírus.

Na reunião, foram discutidas várias medidas que já foram tomadas e também ações que poderão ser adotadas a partir de sábado (28). O comitê optou por Sorriso permanecer com as portas do comércio fechadas até o próximo sábado, onde os representantes deverão se reunir novamente para tomar uma medida.

De acordo com o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, o comitê irá avaliar a fala do presidente da república, assim como a sua repercussão entre a sociedade, autoridades e também órgãos e profissionais responsáveis pela saúde.

“Vamos avaliar toda a repercussão desta fala do presidente da República, das demais autoridades voltadas a responsabilidade, profissionais e infectologistas a nível nacional. Vamos observar qual é a preocupação também da organização mundial da saúde, vamos ter calma nesse momento, buscar avaliar até sábado, onde teremos uma reunião presencial novamente com todas essas lideranças que estão aqui neste momento”, disse o prefeito.

O prefeito ainda disse que se o Estado ou a União fornecer testes rápidos, ele não vê problema em voltar as atividades no município.

“Se tivermos teste rápidos, por parte do governo do estado ou por parte do governo federal, não vejo problema. Porque rapidamente a gente descobre e a gente coloca em quarentena. O problema é que nós não temos mecanismos de fazer os testes”, disse Ari Lafin, e para concluir falou uma metáfora.

“Nós hoje estamos trabalhando em uma aeronave, no meio de uma tempestade, sem os aparelhos para nos dar a segurança se nós vamos bater numa rocha… ou cair”, finalizou o prefeito.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies