Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Número de adoções na APAMS reduz; saiba como adotar o seu animalzinho

Confira uma reportagem especial, feita pela equipe da Rádio 93 FM e TV Cidade Verde.

A pessoa que praticar o abandono de animais pode ser criminalizada, se levado em consideração o Art. 32., da Lei n.º 9.605, que prevê a pena de detenção, de três meses a um ano, e multa.

Conforme a Lei, o ato criminoso consiste em “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”, determina o artigo 32, no Diário Oficial da União.

Diante da pandemia do novo coronavírus, as denúncias de maus-tratos e abandono de animais têm crescido, de acordo com informações. Algumas pessoas, inclusive, já se confundiram com relação à doença, de que ela seria supostamente transmitida entre animais e humanos, mas isso não é verídico.

Número de adoções na APAMS reduz; saiba como adotar o seu animalzinho
Banner ilustrativo de campanha de adoção da APAMS. (Foto: Reprodução)

Tendo em vista essa situação, a equipe de Jornalismo da Rádio 93 FM, juntamente com a TV Cidade Verde, foi até a Associação Protetora dos Animais do Município de Sinop (APAMS), para conhecer o trabalho da instituição e apurar as informações. Na oportunidade, uma reportagem especial foi produzida pela equipe.

É possível acompanhar a reportagem, no canal oficial do YouTube da 93 FM, onde a presidente da APAMS, Luciane Chiarello, conta detalhadamente o drama enfrentado pela instituição, que conta com um espaço lotado de animais.

 

Para a presidente, Luciana Chiarello, o momento da pandemia de Covid-19, está sendo um período de muita dificuldade para o abrigo, pois há uma super-lotação de animais e muitas denúncias de maus-tratos e abandonos.

“A gente ta passando por um momento bem delicado, porque nós estamos bem lotados, e o nosso maior problema hoje é o espaço físico. A gente nota que nesse período, diminuíram as adoções, mas o número de abandonos aumenta… aumentou muito o número de abandonos”, relatou com comoção.

De acordo com Chiarello, os funcionários do abrigo e também outros parceiros da APAMS realizam diversas campanhas e feiras de incentivo à adoção, mas as pessoas não possuem o hábito de adotar.

“Embora a gente faça muitas campanhas pedindo para que as pessoas não abandonem, para que adotem e não comprem, isso ainda é uma realidade distante para nós. As pessoas não têm o hábito de adotar animais, muitos ainda compram animais e financiam uma indústria que é muito desumana, onde os animais servem como máquina de procriação. Se as pessoas conhecessem um criadouro desses, elas jamais comprariam”, concluiu a fala.

Os animais e o Coronavírus

Recentemente, algumas pessoas acabaram compartilhando notícias falsas, relacionando o coronavírus com os animais domésticos. De acordo com a presidente da APAMS, Luciane Chiarello, não há nenhuma possibilidade dessa transmissão entre humanos e os animais. Ela ainda disse, que os pequeninos estão mais avançados os seres humanos, pois já possuem até vacina para prevenção do coronavírus.

“Os animais têm vacina contra o coronavírus. E o coronavírus dos animais é outra cepa, não é a mesma cepa do ser humano. Então, ao contrário dos seres humanos, eles já esão mais avançados, eles já tem vacina pra isso”, disse a presidente.

Com relação a situação do abrigo, Luciane disse que, apesar dos lares temporários para os cães e gatos, a APAMS precisa de um espaço maior, pois alguns animais acabam brigando nas chamadas baias.

“Nós sempre temos em torno de 250 animais, porém, as vezes a gente têm também lares temporários, que as pessoas sedem pra gente. Mas nós teríamos condições de ter a metade disso. Nós estamos com super lotação, animais que brigam na baia por falta de espaço. Então nós temos um limite, entre você cuidar do animal e você submeter ele – pode se dizer – até a maus-tratos, por conta de pouco espaço”, disse Luciane.

A Adoção

Número de adoções na APAMS reduz; saiba como adotar o seu animalzinho
Cadela Serena, adotada por Michel, morador de Sorriso. (Foto: Kaliu / TV Cidade Verde)

No dia em que a equipe da 93 e TV Cidade Verde, esteve na APAMS, foi flagrado o momento em que um casal, morador do município de Sorriso, realizavam uma adoção. O jovem Michel Alves, falou à reportagem sobre a simpatia com a cadelinha Serena.

“Nos apaixonamos por ela imediatamente, assim que vimos ela. Ela voltou hoje de uma outra adoção e nós vamos levar ela pra casa”, relatou Michel, com entusiasmo.

Número de adoções na APAMS reduz; saiba como adotar o seu animalzinho
Michel Alves Viana, morador de Sorriso que veio até Sinop para adotar Serena. (Foto: Reprodução / TV Cidade Verde)

Serena é uma cadela que foi abandonada, mas foi resgatada pela APAMS. Após o resgate, a cachorra ganhou um novo lar, mas alguns meses depois o proprietário devolveu o animal para a instituição. Agora, Serena será integrante de uma outra família, da cidade vizinha de Sorriso.

Para realizar denúncias, adotar e tirar dúvidas sobre os Pets, pode ligar para o telefone da APAMS, (66) 3531-6343 | (66) 9911-1177. Ainda é possível agendar uma visita, para conhecer os trabalhos realizados pela instituição.

A APAMS

Associação Protetora dos Animais do Município de Sinop (APAMS) foi fundada no dia 29 de agosto de 2005 por pessoas de várias áreas de atuação, que voluntariamente, resolveram lutar pela conscientização da sociedade de Sinop.

Uma entidade sem fins lucrativos, com o propósito de lutar pelos direitos dos animais, através de campanhas de conscientização, fiscalização de maus tratos e assistência a animais abandonados.

Hoje, quem preside a ONG é Luciane Chiarello. De acordo com informações apuradas pela equipe de reportagem, a entidade possui um gasto fixo de cerca de R$ 60 mil, para manter em funcionalidade o local, com água, energia, profissionais e outros produtos, além do aluguel.

A Apams deixa claro para a sociedade que o objetivo da entidade não é montar um “depósito de animais” e incentivar o abandono. Neste sentido a instituição estará indo contra o princípio de “conscientizar a sociedade para Posse Responsável”. Será sim um local para prestar um certo atendimento, sendo que a sociedade será a principal aliada para adotarem estes animais.

Outro objetivo da Apams é futuramente entregar para Doação animais vacinados e castrados, evitando assim a superpopulação.

Os membros da entidade acreditam que Sinop, por ser uma cidade jovem, crescerá também neste sentido, acabando definitivamente com os animais abandonados. Lembrando sempre que a “Cultura de um povo é medida pela forma como são tratados os animais”.

A Apams almeja ainda realizar ações de defesa e proteção de animais, difundindo a Legislação de proteção animal e o zelo pelo seu cumprimento e aperfeiçoamento; além da promoção de assistência para que os proprietários de baixa renda pratiquem a posse responsável de animais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies