Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Mulher morre por Covid em Sinop e casos passam dos 2 mil; recuperados chegam a 1,7 mil

O número de mortes ocasionadas pela doença Covid-19 no município chega a 56 oficialmente pela Secretaria Municipal de Saúde.

0 19

Uma mulher de 36 anos, que estava internada no Hospital Regional de Sinop desde o dia 16, faleceu na quarta-feira (29), vítima do coronavírus. O óbito foi confirmado pela Secretaria de Saúde no boletim dessa quinta-feira (30).

Com esse óbito, o número de mortes ocasionadas pela doença Covid-19 no município chega a 56 oficialmente pela Secretaria Municipal de Saúde. Outros três ainda são investigados.

Desde o início da pandemia até o final da tarde dessa quinta, 2.005 casos de Covid-19 foram confirmados. Conforme o documento, deste cenário, 1.746 pessoas já estão recuperadas e 190 estão em isolamento domiciliar.

Os dados apontam 13 internações de pacientes com diagnóstico positivo para coronavírus.

Em hospital privado:
02 em leitos de UTI
03 em leitos de enfermaria

No Hospital Regional:
05 em leitos de UTI
03 em leitos de enfermaria

Sinop, também registra 1.865 casos suspeitos, sendo 1.611 testes rápidos positivos em investigação, 139 amostras aguardando resultado pelo Lacen e 115 amostras aguardando resultado pela rede privada. Destes, 1.858 pessoas estão em isolamento domiciliar e 07 estão internadas.

Em hospital privado:
04 em leitos de enfermaria

No Hospital Regional:
02 em leito de enfermaria
01 em leito de UTI

Segundo os registros, 36 pacientes suspeitos/confirmados para Covid-19 de outros municípios/estados estão ocupando leitos em Sinop.

Em hospital privado:
07 em leitos de enfermaria
01 em leito de UTI

No Hospital Regional
10 em leitos de enfermaria
19 em leitos de UTI

Já a Secretaria de Estado de Saúde (SES) notificou, até a tarde de ontem, 50.538 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.794 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 42 mortes nas últimas 24 horas.

Foram registradas cerca de 1.684 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 50.538 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 18.284 estão em monitoramento e 30.460 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 301 internações em UTIs públicas e 316 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 86,34% para UTIs adulto e em 35,75% para enfermarias adulto.

Classificação

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou o Boletim Informativo n° 144 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 15) que apenas dois municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus: Sinop e São José dos Quatro Marcos.

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, os municípios que estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus são: Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Sorriso, Várzea Grande, Cáceres, Primavera do Leste, Peixoto de Azevedo, Barra do Garças, Mirassol D’Oeste, Jaciara, Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Nova Mutum, Tapurah, Paranatinga, Vera, Nova Canaã do Norte, Barra do Bugres, Nova Bandeirantes, Santo Antônio do Leste, Brasnorte, Nova Monte Verde e Araguainha.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT  disponíveis neste link.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais informações clique AQUI.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies