Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM

Mendes sugere redução de imposto federal sobre o combustível

O governador não se negaria em reduzir o imposto estadual, mas sugeriu que o presidente Jair Bolsonaro desse o exemplo

0 35

Uma declaração do Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, sugere que o os impostos federais que incidem sobre o combustível seja reduzido, após informações que circularam no início do mês, sobre uma possível proposta do Governo Federal para que os Estados reduzissem as alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

De acordo com a declaração, o governador não se negaria em reduzir o imposto estadual, mas sugeriu que o presidente Jair Bolsonaro desse o exemplo, reduzindo o imposto federal por primeiro. Após forte tensão entre os EUA e o Irã, o preço do barril de petróleo, no mercado internacional, tende à subir.

Para Mendes, Bolsonaro precisa, primeiro, abaixar os valores do Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

“Depende também do PIS e do Cofins. A gente administra pelos exemplos. Se o presidente der o exemplo, baixando o PIS e Cofins, aí ganha força para cobrar dos governadores baixar o ICMS”, disse ele durante conversa com a imprensa.

Na última terça-feira (14), a Petrobras confirmou redução de 3% no preço do diesel e da gasolina para as refinarias.

Com a tensão entre Irã e Estados Unidos, o preço do barril de petróleo no mercado internacional subiu de US$ 64 para US$ 70.

Os preços, entretanto, devem demorar a reduzir na bomba, para o consumidor.

Para Mendes, a redução do ICMS que incide sobre o combustível não é algo totalmente descartado.

“Ele [Bolsonaro] tem um imposto importante, que é o PIS e Cofins, que incidem na gasolina. Se ele baixar, ganha força para cobrar dos governadores que façam sua parte”, resumiu. (Com Douglas Triellei e Camila Ribeiro / Mídia News)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies