Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

17 votam pela manutenção na data de eleição para mesa diretora da AL

A PEC Janaína Riva, foi apresentada pelo presidente da AL, deputado Eduardo Botelho

0 116

Por 17 votos favoráveis, duas abstenções e cinco ausências, os deputados estaduais aprovaram a mudança na data da eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. A PEC Janaína Riva, foi apresentada pelo presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (DEM) e assinada pelas lideranças partidárias.

A aprovação aconteceu em primeira votação, na sessão desta quarta-feira (11). Os deputados entenderam o propósito da PEC, que consiste em permitir que a vice-presidente Janaína Riva (MDB), possa participar em alguma das chapas nas eleições da mesa diretora, pois a data antiga seria no mesmo dia do nascimento do filho.

17 votam pela manutenção na data de eleição para mesa diretora da AL
Deputada Estadual de Mato Grosso, Janaína Riva (MDB), única mulher no parlamento há duas legislatura. (Foto: JL Siqueira / AL MT)

De acordo com informações, Janaína está em uma gravidez de risco, ela também é a única mulher no parlamento há duas legislaturas da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Ainda é necessário que a PEC passe por uma segunda votação, para que seja validada uma nova data para a eleição.

Natural da AL, a eleição aconteceria em setembro, na primeira semana.

O novo texto do artigo 34 da Constituição de Mato Grosso diz que “em data e hora previamente designadas por resolução administrativa, até a ordem do dia da primeira sessão do mês de setembro do segundo ano legislativo, sob a direção da mesa diretora, realizar-se-á a eleição da mesa, tomando posse os eleitos em 1º de fevereiro do ano subsequente”.

Janaína agradeceu a defesa dos parlamentares na garantia dos direitos das mulheres e reforçou que nunca se tratou de nenhuma manobra como alguns colegas queriam taxar a PEC. O próximo passo agora é a definição da data eleição que deve ficar para a última sessão antes do recesso parlamentar de julho.

“A PEC nunca foi uma manobra, mas tentaram usar isso para que ela não fosse aprovada. O único objetivo era preservar a minha licença-maternidade e acho que agora ficou muito claro para os deputados. O deputado Wilson Santos sugeriu a apresentação de uma emenda definindo a data para que não seja deixado em aberto e agora vamos trabalhar nisso. Estamos em um ano de eleições municipais então acho que favoreceria muito mais os deputados se a eleição da mesa fosse ao final do primeiro semestre, antes do recesso, do que às vésperas do pleito eleitoral”, finalizou. (Com Assessoria)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies