Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Comemoração ao Dia Nacional do Rádio e Roquette Pinto

Edgard Roquette Pinto foi o grande maestro das comunicações, responsável por trazer um novo meio de expressão que ficou eternizado na vida dos brasileiros, através dos diversos formatos de programação.

0 157

O Dia do Rádio no Brasil é comemorado no dia 25 de setembro, em homenagem ao nascimento de Roquette Pinto, que é considerado o pai do rádio brasileiro. As primeiras transmissões de Rádio no país foram registradas em 07 de setembro de 1.922, com o discurso presidencial de Epitácio Pessoa.

Na época, a capital do Rio de Janeiro também era a capital do país e, a data escolhida para inauguração da primeira rádio se deu em comemoração ao centenário da Independência do Brasil. A estação foi instalada para a veiculação de músicas e discurso do presidente Epitácio Pessoa, transmitida para 80 receptores espalhados pela então capital.

Alguns meses depois, Roquette Pinto trouxe a primeira emissora de Rádio do país, sendo ela a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

“O rádio é a escola dos que não têm escola. É o jornal de quem não sabe ler; é o mestre de quem não pode ir à escola; é o divertimento gratuito do pobre; é o animador de novas esperanças, o consolador dos enfermos e o guia dos sãos”, frase de Roquette Pinto.

 

 

Roquette Pinto

O Dia Nacional do Rádio e sua história
Edgard Roquette Pinto, o precursor do Rádio no Brasil. (Foto: Reprodução / Internet)

Edgard Roquette Pinto era antropólogo, formado em medicina, e foi o grande maestro das comunicações, responsável por trazer um novo meio de expressão que ficou eternizado na vida dos brasileiros, através dos diversos formatos de programação.

Roquette convenceu, na época, a Associação Brasileira de Ciências a comprar os devidos equipamentos, para que ele pudesse preparar toda a estrutura de radiodifusão. A educação era um dos pilares do radialista, que sustentava a ideia de levar o conhecimento até as pessoas.

Para o Professor Especialista em radio-jornalismo, Clemerson Mendes, Roquette Pinto foi a pessoa mais importante da história da comunicação no Brasil, pela sua dedicação em implantar a primeira rádio no país, sendo assíduo articulador para a expansão da ideia em outras regiões do Brasil.

“Edgard Roquette Pinto é sem dúvida alguma a pessoa mais importante da história da comunicação audiovisual do Brasil. Foi um homem que se apaixonou pelo rádio naquela histórica festividade do centenário da Independência do Brasil em 7 de detembro de 1922 e a partir dali se dedidou para meses depois, implantar a primeira emissora de rádio no Brasil, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

Quando Roquette fundou o rádio brasileiro ele queria este meio de comunicação atendesse três pilares, cultura, informação e educação. Ele era um visionário, um homem a frente de seu tempo.

O que muitos hoje colocam como uma grande novidade e modernidade, o chamado Ensino à Distância e que essa modalidade será o futuro da educação, ele já fazia há 98 anos, oportunizando aos que não sabiam ler e escrever, a possibilidade de adqurir conhecimento com aulas de várias matérias dadas pelo rádio através da contratação de professores.

Roquette pinto era um apaixonado, uma pessoa viu no rádio a possiblidade de ser uma ferramenta de ajudar as pessoas, por isso o rádio que está prestes a completar 100 anos no Brasil tem até agora em todas as emissoras a questão da proximidade com seu ouvinte, o caráter de prestação de serviço e utilidade pública e que é o meio de comunicação que mais se aproxima das pessoas, porque o DNA do Rádio é o mesmo DNA de Edgard Roquette Pinto, o pai do rádio brasileiro”, declarou Clemerson Mendes à 93 FM.

O Dia Nacional do Rádio e sua história
Clemerson Mendes, professor universitário, especialista em radio-jornalismo. (Foto: Arquivo pessoal)

 

 

Trajetória do Rádio

O Dia Nacional do Rádio e sua história
Imagem ilustrativa de um aparelho de rádio. (Foto: Reprodução)

A trajetória do Rádio no Brasil é conhecida por muitas pessoas, em especial os intelectuais que acompanharam os bastidores desse meio de comunicação, desde sua fundação até os dias atuais. O rádio viveu grandes momentos de sucesso, que foram importantes para o desenvolvimento do país.

Também através do rádio, os brasileiros (as) foram informados de notícias trágicas como informações desagradáveis do cotidiano, guerras, entre outras. Nos primeiros momentos de transmissão, a equipe da Rádio Sociedade Rio de Janeiro trabalhou o conteúdo para cerca de 80 receptores espalhados na capital.

Pouco tempo depois, em 1.924, foram inauguradas outras emissoras de rádio como, Rádio Clube do Brasil e Educadora Paulista, entre outras estações fundadas nos Estados do Pará, Pernambuco e Bahia. A dramaturgia também teve sua história dentro do rádio, com diferentes radionovelas.

Nomes como Paulo Gracindo, Henriqueta Brieba, Mário Lago, Wanda Lacerda, entre outros já fizeram muito sucesso na dramaturgia do Rádio. Já para a música, cantoras como Dolores Duran, Dircinha Batista, Elizeth Cardoso e Linda Batista foram algumas das principais vozes melódicas do rádio.

Música e demais conteúdos culturais foram e são até hoje, os fatores que ocupam a maior parte da programação de inúmeras emissoras de rádio espalhadas pelo país. Em 1.932, o então presidente Getúlio Vargas autorizou que 10% da programação das Rádios pudessem exibir publicidade.

Leia também – Medida garante expansão das ondas FM na Amazônia Legal

 

 

O Rádio Hoje

Comemoração ao Dia Nacional do Rádio e Roquette Pinto
O rádio se modernizou e alcançou espaços inimagináveis. (Foto: Shutterstock)

Novos horizontes traçaram o caminho do rádio e, hoje, ele está presente nas principais plataformas digitais. Outras formas segmentadas do meio também foram crescendo como os chamados Podcasts. A digitalização do radio se tornou realidade e está cada vez mais atingindo diferentes emissoras espalhadas pelo Brasil.

Ao contrário do que muitas pessoas diziam, desde a década dos anos 50 – quando surgiu a TV no Brasil – o Rádio não irá se acabar tão cedo. O consumo pelo audiovisual acaba cansando o público, que sente um aconchego maior ao consumir apenas o áudio, explorando a fertilidade de sua imaginação.

Em 2020, com a pandemia do novo coronavírus, pesquisas revelaram que a maioria das pessoas continuaram ouvindo rádio com a mesma frequência ou mais, como por exemplo, os resultados da pesquisa em audiência do Kantar Ibope Media.

Hoje, diversas empresas aderiram à produção e ao consumo do podcast, que é encontrado facilmente em diferentes plataformas da internet. Essa ferramentas também são chamadas de plataformas de Streaming em áudio. Dentre as mais conhecidas estão, Deezer, Spotify, Anchor FM, Apple Music, YouTube Music, Tidal, entre outras.

Veja um exemplo de canal de Streaming em áudio.

 

 

Celebração

O rádio é muito querido não só pelos brasileiros, mas por bilhões de pessoas no mundo, pois através dele, houve ligação cultural entre artistas ídolos e fãs. Em homenagem e celebração à essa ferramenta incrível, em constante inovação, algumas personalidades dedicaram suas obras ao rádio.

Homenagem de Roger Taylor ao Rádio

Histórico da EBC ao Rádio

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies