Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Aulas presenciais em escolas particulares de Sinop estão suspensas a partir de segunda-feira

Aulas na rede particular estão suspendas a partir da próxima segunda-feira (22) até o dia 5 de julho.

A grande maioria das Escolas da Rede Particular de ensino definiram nesta quinta-feira (18), em reunião com a Secretária Municipal de Educação, Esporte e Cultura, Veridiana Paganotti, pela suspensão imediata das aulas presenciais, a partir da próxima segunda-feira (22) até o dia 5 de julho, com retorno no dia 6 de julho, uma segunda-feira

Os gestores das escolas receberam da secretária de educação o comunicado da Defensoria Pública, que recomenda o fechamento das escolas particulares com base no aumento dos casos de Covid-19, por isso definiram este acordo como uma medida cautelar.

O diretor da CDL Sinop Nelgilney Wendel Denardi participou da reunião representando a entidade, o Colégio Alternativo e a Unicesumar. “O Cenário está cada dia mais complexo, então compreendemos a recomendação da Defensoria, mesmo que as escolas estejam cumprindo com todas as medidas protetivas, neste momento a ideia é diminuir a circulação de pessoas e assim voltamos as atividade exclusivamente online”, explicou Denardi.

Importante destacar que as escolas não estão proibidas de funcionar, os decretos municipais em vigor autorizam o funcionamento, mas de forma colaborativa e preventiva a maioria das escolas definiram pela suspensão das atividades até dia 05 de julho, quando também está decretado o fim do Toque de Recolher de Sinop.

Nessa quarta-feira a prefeita Rosana Martinelli anunciou um novo decreto onde estipula o toque de recolher no  município entre às 22h30 e 5h00. No decreto está estipulada a suspensão das aulas presenciais das universidades, já que os acadêmicos retornam para suas casas após o início do horário do toque de recolher.

 

Multa e prisão

Quem for pego circulando em vias públicas de Sinop dentro do horário que compreende o toque de recolher, poderá ser preso e ter que pagar multa. A medida começa a valer nessa sexta-feira (19).

Pelo que rege o Código Sanitário de Sinop, infrações leves possuem como parâmetro multa de 100 a 1.000 mil Unidades de Referência (UR), atualmente avaliada em R$ 2,81. Neste sentido a multa considerada leve pode variar de R$ 281 até R$ 2.810,00.

Já as infrações graves vão de 1.001 a 5.000 Unidades de Referência. No caso das gravíssimas, de 5.001 a 15.000 Unidades de Referência. Ou seja, neste último caso, pode passar de R$ 42 mil.

Nos casos de reincidência ou continuidade da infração, as multas previstas no Código Sanitário serão aplicadas em valor correspondente ao dobro da multa anterior. (Com assessoria)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies