Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM

Vereador diz que vai ficar 2 meses na praia e não terá nenhuma falta

Quem aparece no vídeo é o vereador Emerson Lobato. Dois vídeos circulam na internet, e neles é possível perceber o tom de deboche do vereador e de uma mulher que seria sua esposa.

0 24

O PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) expulsou um de seus membros, com cargo eletivo, após um vídeo ganhar repercussão na internet. O vídeo que circula é do vereador da Câmara de Portel (PA), onde ele aparece em uma praia de Porto de Moz, e ainda dizendo que iria ficar um ou dois meses na praia e não sofreria falta nas sessões, por ser líder do governo.

Quem aparece no vídeo é o vereador Emerson Lobato. Dois vídeos circulam na internet, e neles é possível perceber o tom de deboche do vereador e de uma mulher que seria sua esposa, dando a entender que ‘eles podem tudo’ e nada afetaria eles, por serem servidores públicos.

De acordo com informações, a mulher de Emerson trabalha em uma escola do município, e no vídeo, o vereador promete um novo cargo para a companheira, e diz que será o futuro vice-prefeito do município.

Após repercussão, o vereador Emerson Lobato fez um vídeo se retratando sobre o ocorrido, dizendo que teria ido até a praia para ver a mãe que estava doente. No vídeo Emerson diz

“Conheço o regimento interno da minha câmara, conheço a lei orgânica do meu município e jamais eu passaria um mês sem levar falta, passaria 15 dias que o nosso regimento ele é claro. Mas tem políticos maldosos, corruptos que querem chegar ao poder tentando denigrir a minha imagem”

Na última quinta-feira (21), o caso passou a ser discussão na Câmara de Portel, onde os vereadores de oposição disseram que houve quebra de decoro parlamentar e pediram abertura da uma CPI para que seja investigado o caso.

A equipe de Jornalismo da rádio 93 FM tentou entrar em contato com a Câmara de Vereadores do município, porém o número de telefone informado no site não pertence ao Poder Legislativo e, segundo a pessoa que atendeu, não há telefone fixo na Câmara de Portel.

A promotoria de Justiça de Portel informou que ainda vai analisar cópias de atas das sessões na Câmara, filmagens e listas de presença. A promotoria também pediu informações sobre a mulher do vereador para a Secretaria Municipal de Educação de Portel, para saber se ela trabalhou neste mês de novembro.

Portel tem cerca de 62 mil habitantes e um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano do país – 0,483. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a renda por pessoa de 51% da população é de até meio salário mínimo – R$499. Apenas 10,2% dos domicílios têm esgoto sanitário. (Com G1)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies