Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

SINOP: Salário de funcionários do Comercio Varejista sofre reajuste

Além da capital do Nortão, os municípios de Sorriso e Lucas do Rio Verde, também terão o reajuste de 10,8% no comércio varejista. Confira!!!

O Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Atacadista e Varejista do Norte do Estado definiu, em convenção coletiva de trabalho, conjuntamente com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso, reajuste no piso salarial de trabalhadores do comércio varejista. Para trabalhadores de Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde o salário era de R$ 1.170 e passou a ser de R$ 1.312,00.
A proposta de Convenção foi debatida na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sinop (CDL).
De acordo com o documento publicado no portal do Sintracom, o piso é retroativo e válido a partir do dia 1º de março, tendo validade até o dia 28 de fevereiro do próximo ano.
Para os empregados que trabalharem com jornada inferior a 8 horas diárias, o salário normativo será proporcional à carga horária trabalhada. Para as empresas que adotam jornada 6 horas, o salário normativo não poderá ser proporcional.
O empregado contratado a título de experiência por período igual ou inferior a 90 dias terá remuneração de um salário mínimo (R$ 1.212,00). Além disso, para incentivar a contratação de empregados com idade entre 16 a 20 anos no primeiro emprego, estes também receberão, mensalmente, durante seis meses, um salário mínimo. Após esse período o valor será do piso.
Os salários dos empregados no comércio e prestação de serviços que recebem valores acima do piso normativo geral da categoria receberão reajuste salarial de 100%, com variação do INPC (10,80%) acumulado do período de março de 2021 a fevereiro de 2022.
Para os empregados que recebem salário superior ao normativo, o reajuste será de 100% da variação (10,80%), podendo ser parcelado em até duas vezes (5,40%), com a primeira parcela para março e a segunda para julho deste ano.
Fica mantida a concessão salarial de 1 % aos trabalhadores que, em março de 2022, completaram cinco anos ininterruptos de serviço, atuando na mesma empresa, como forma de adicional por tempo de serviço.

Leia também –

Acompanhe outras notícias no Jornal Integração

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies