Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Prefeitura busca parceria para instalar serpentário e produzir soro antiofídico

SINOP: A iniciativa partiu da observação de que em visitas às pequenas propriedades rurais, constavam várias incidências de pessoas picadas por cobras e outros animais peçonhentos; confira!!

Desde o ano passado [2021], a Prefeitura vem buscando informações e fazendo levantamento de dados para a elaboração de um projeto de instalação de um serpentário em Sinop. A iniciativa é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e partiu da observação dos técnicos do setor de agricultura que, em suas visitas às pequenas propriedades rurais, constataram várias incidências de casos de pessoas picadas por cobras e outros animais peçonhentos.

Os registros feitos pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica do município revelam 101 acidentes com animais peçonhentos no ano de 2021 [35 por serpentes, 17 por aranha, 27 por escorpião, 01 por lagarta, 13 por abelha, 02 por marimbondo e outros 06 por lacraia]. Antes mesmo de iniciar, de fato, o segundo semestre desse ano, o Departamento já cataloga outros 45 acidentes do porte.

“Nossos engenheiros agrônomos, zootecnistas e veterinários, por exemplo, estão diariamente em contato com os pequenos produtores para atender às demandas da agricultura familiar de nosso município e foi através deles que pudemos levantar essa problemática. Por quê falo problemática? Porque sabemos a dificuldade e a iminente falta do soro antígeno na rede pública de saúde, pois sua produção e distribuição é feita e concentrada em São Paulo”, pontua o secretário de Desenvolvimento Econômico Klayton Gonçalves.

Conforme a Prefeitura, o primeiro passo foi o contato com a Corporação do Corpo de Bombeiros através do comandante Regional Giovanni Eggers e comandante do 4º Batalhão de Sinop, Tenente Coronel. Jean Oliveira, para entender o cenário local. “O serpentário é um sonho antigo e um projeto do Comandante Giovani que nós abraçamos e buscamos ampliar” explicou Gonçalves.

Após levantamento de dados e pesquisas a SEDEC buscou o Instituto Butantan [Ofício nº464/2021 – SEDEC], para a instalação de uma unidade regional, no município, a fim de produzir o soro antígeno e encurtar a logística de atendimento à uma população regional, haja vista Sinop servir de polo prestador de serviços de educação, comércio e, principalmente, saúde para cerca de 50 outros municípios, o que a torna uma macro região de, pelo menos 800 mil habitantes.

Ante à negativa do órgão [Ofício IB nº453/2021 – “Inicialmente, parabenizo a iniciativa, como os cumprimentos ao Excelentíssimo Chefe do Executivo Municipal, no estudo realizado e nos sentimos honrados quanto ao convite…. No entanto, não há previsão de qualquer instalação de qualquer unidade deste Instituto, fora do estado de São Paulo”], bem como a impossibilidade de gestão política solicitada ao Senado Federal, através do senador da República, Wellington Fagundes [Ofício 463/2021 – SEDEC], a saída foi buscar vetores locais para que o projeto possa ser concretizado e os prejuízo com animais peçonhentos amenizados.

“Recentemente, tivemos a triste notícia da morte de uma criança vítima de picada de cobra que, por falta de soro antiofídico e dificuldades no transporte aéreo para um outro centro de saúde que não Sinop, acabou não resistindo”, destaca Gonçalves.

Representantes da Prefeitura estiveram em reunião na Universidade Federal de Mato Grosso [UFMT campus Sinop], ainda na semana passada, para debater várias parcerias, foi discutida a questão do serpentário e a Universidade, prontamente, se colocou à disposição para a construção e concretização da construção do serpentário e produção de antígenos próprios.

Além de um conceituado curso de medicina veterinária, a Universidade tem, também, em seu quadro de docentes, o professor doutor Domingos, especialista em serpentes. “O próximo passo, é vermos qual a melhor forma para celebrarmos um convênio e selarmos uma parceria”, finaliza o secretário ao adiantar que já saíram com data certa para uma nova reunião de apresentação dos avanços obtidos nesse ínterim.

Presentes na reunião e representando a UFMT, o diretor do Departamento de Ciências Agrárias, Carlos César Breda, o coordenador do curso de Agronomia, Arthur Behling Neto e a coordenadora do Programa de Pós Graduação em Agronomia, Márcia RoggiaZanozo. Representando o Poder Legislativo, os vereadores, Mário Sugizaki e Luiz Paulo.

Prefeitura busca parceria para instalar serpentário e produzir soro antiofídico 2
(FOTO: Assessoria Prefeitura)

(Com Prefeitura de Sinop)

Leia também –

Acompanhe mais informações no Jornal Integração

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies