Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

O que é a Midorexia? Conheça a obsessão com a juventude eterna

O que é a Midorexia? Conheça a obsessão com a juventude eterna

Qual é a diferença entre o autocuidado e a busca incessante por permanecer para sempre jovem. Opinião de especialistas e recomendações para uma vida saudável.

A Midorexia pode ser entendida a partir de perspectivas múltiplas e opostas. Em geral, o termo é atribuído a uma falta de aceitação da idade e a uma espécie de obsessão de parecer eternamente jovem. A pessoa acaba acorrentada a comportamentos extremos que podem ser prejudiciais à saúde em geral.

O que é Midorexia

É um termo que pode ser visto de três ângulos diferentes quando se trata de conceitualizá-lo: um medo do envelhecimento; uma obsessão com a estética; e/ou uma personalidade imatura e extrovertida.

Embora ela possa ser uma combinação desses três elementos, a pergunta que devemos nos fazer é se é normal ou patológico – dizem os psiquiatras e especialistas em distúrbios de personalidade.

Para determinar isso, os manuais psiquiátricos marcam o limite no ponto em que a qualidade de vida começa a ser afetada, ou onde um condicionamento na vida da pessoa começa a ser visto, ou uma deterioração, por exemplo,  em sua vida social, familiar, profissional, acadêmica, ou mesmo em sua saúde. 

Mas é mesmo um distúrbio?

Da mesma forma, além dessa diferenciação entre normal e patológico, não é possível diagnosticar a Midorexia como uma doença mesmo, já que o termo não é definido como um distúrbio por nenhum órgão oficial relacionado à saúde, muito menos pelos manuais de saúde mental.

Os cientistas observaram que pode ter uma variante negativa e uma positiva em termos de como ela se manifesta: você pode ver um lado positivo onde a pessoa se vê em um estado de plena satisfação com sua idade, com melhor autoestima do que quando era jovem, e leva um estilo de vida saudável para se preservar, inclusive procurando especialistas, como cardiologista, urologista, etc., porém infelizmente os preços às vezes impedem a busca; por outro lado, a parte negativa é que o problema pode ser visto como um distúrbio comportamental que leva os adultos a uma obsessão de permanecer jovem, de ser sempre atraente, de ter uma aparência boa de forma exagerada.

A terminologia Midorexia surgiu na Inglaterra há alguns anos após algumas celebridades com mais de 50 anos terem sido submetidas a cirurgias de rejuvenescimento que causaram mais danos do que benefícios.

Por que surgem essas obsessões?

Quando falamos em um distúrbio de personalidade, geralmente existem fatores inatos, pois a genética desempenha um papel importante, e outros que são adquiridos, devido à pressão social em diferentes estágios da vida. Tais fatores podem levar uma pessoa a ter esses comportamentos que, como dissemos, podem em algum momento se tornar patológicos e prejudiciais a ela. No caso da Midorexia, seria um transtorno de personalidade histriônica, na qual o indivíduo quer ser permanentemente o centro das atenções e usa sua aparência física para atrair a atenção de outros, dentre outros sintomas.

Que complicações isso pode trazer para as pessoas?

Embora estejamos falando de pessoas com alta autoestima, que são sempre vistas com excessiva emocionalidade e sexualidade sedutora, esses indivíduos tendem a cair em grande depressão quando não atingem seus objetivos e é quando consultam um profissional da saúde que descobrem a forma como estão por trás da depressão para a qual procuraram um psicólogo ou psiquiatra.

Em termos de saúde, pode haver múltiplas complicações, porque o problema vem quando a beleza é confundida com a saúde e erros são cometidos ou com dietas exageradas ou cirurgias desnecessárias. Isso também explica a quantidade de remédios para condições psicológicas que são prescritas nos consultórios: fluoxetina, dapoxetina, escitalopram, rivotril

Definir a Midorexia ajuda a resolvê-la ou é um rótulo desnecessário?

Embora seja verdade que Midorexia, há alguns anos atrás, era apenas um termo criado pela imprensa britânica e hoje é um assunto de que se fala em muitos países ao redor do mundo e que gera preocupação, não podemos garantir que, em algum momento, ele atinja uma hierarquia tal que possa ser considerado um distúrbio de saúde mental.

Se isso acontecer, os protocolos de tratamento necessários serão implementados, pois uma coisa é parecer jovem e ter orgulho disso, e outra é virar uma obsessão patológica que leva a complicações físicas e psicológicas. Como ela não existe oficialmente como uma desordem, ela será ainda menos tratável. Entretanto, isso não significa que não seja um tema recorrente na terapia.

Às vezes, é necessário trabalhar com a aceitação da etapa da vida em que nos encontramos e do que isso implica.

Por fim, é importante ter em mente que aquelas pessoas que têm grande dificuldade em se situar em sua situação atual certamente terão problemas em definir quais atividades são ou não possíveis para elas, o que na realidade é relativo e depende de muitas variáveis.

As mudanças nos seres humanos são sempre difíceis de administrar, porque de alguma forma as estratégias de controle se perdem. Há ambientes em que há maiores exigências no cultivo do físico, outros no intelectual. É uma dialética constante entre experiências individuais, exigências sociais e mudanças, na qual o sujeito deve se colocar.

Juventude Eterna

Efeitos da pandemia na Midorexia

A pandemia era muito assustadora e as pessoas começaram a entender a importância de cuidar de si mesmas como única alternativa. Muitas pessoas começaram a contratar instrutores, fazer aulas de ioga e fazer exercícios através da internet. Elas começaram a entender que, se não treinarem, pode ficar complicado. De certa forma, a pandemia veio para mudar a vida das pessoas e fazê-las perceber que os padrões mudaram.  Saúde, família e trabalho agora vão nessa ordem. 

Hoje em dia, os centros de beleza não conseguem lidar com isso, muitas pessoas querem entrar e comprar o “Botox da juventude”, sem pensar no fato de que existe também um coração e um corpo. Se você não está bem por dentro, não importa quanto Botox você recebe, ele se mostra por fora, em sua atitude em relação à vida. Não sou contra qualquer tratamento estético, pelo contrário, sou muito a favor de qualquer coisa que o mantenha vital e restaure a autoestima. Mas muitas pessoas saíram para comprar felicidade através de tratamentos, e tem que haver um equilíbrio para fugir da Midorexia.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies