Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Idosos precisam atualizar cadastro para não perderem benefício

As pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) precisam, obrigatoriamente, fazer a inclusão de seus dados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. A falta de identificação do beneficiário junto à ferramenta de cadastramento pode resultar na suspensão do benefício.

Desde novembro de 2016, a inscrição no Cadastro Único passou a ser obrigatória. O prazo para realização do cadastramento terminou no dia 31 de dezembro de 2018. Porém, o Ministério da Cidadania estabeleceu um calendário para aqueles que ainda não tem o registro, regularizarem sua situação cadastral de acordo com a data de aniversário dos beneficiários, sendo estes distribuídos em quatro lotes durante o ano de 2019. Por exemplo, quem faz aniversário nos meses de janeiro, fevereiro e março (primeiro lote) devem realizar sua inscrição no Cadastro Único até o dia 31 de março, sem que haja prejuízo no pagamento do benefício. Neste caso, os beneficiários que não se inscreverem no prazo estabelecido terão o benefício suspenso a partir de abril. 

O Ministério informa que todos os benefícios serão mantidos até março. No Brasil, mais de 1,3 milhão de pessoas que recebem o BPC ainda não fizeram a inscrição no Cadastro Único. Em Sinop, 4.057 pessoas são beneficiários. Deste total, cerca de 400 necessitam realizar a inclusão no Cadastro Único. O serviço pode ser realizado nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), na Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação, e durante os mutirões sociais realizados pela prefeitura. “É importante que as pessoas se atentem ao calendário e procurem essas unidades somente na data de acordo com seu aniversário, seguindo o cronograma estabelecido pelo Ministério da Cidadania, evitando assim filas desnecessárias”, reforça o secretário municipal de Assistência Social, Ademir Bortoli. 

A gestora do Cadastro Único da secretaria, Neuza Maria Barbosa Bertelli, alerta ainda que existem beneficiários do BPC – idosos e pessoas com deficiência – em serviços de acolhimento (tanto da rede privada como da rede pública) que ainda não foram cadastrados. “Os dirigentes e coordenadores dos serviços de acolhimento devem também ficar atentos a estes prazos de cadastramento”, frisa Neuza.

Para realizar a inclusão no Cadastro único é necessário ter em mãos o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o comprovante de residência. A inscrição também pode ser feita pelo responsável familiar, contanto que leve os documentos de todas as pessoas que moram com o beneficiário.

Confira o calendário.

LotePeríodo de aniversário do beneficiário
01/01 a 31/03
01/04 a 30/06
01/07 a 30/09
01/10 a 31/12

Agenda de mutirões do Cadastro Único em Sinop

Neste sábado (23), as equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social participam da Campanha Multiserviços da prefeitura e realizarão a atualização e inclusão no Cadastro Único nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Boa Esperança, Maria Vindilina II e Sebastião de Matos, das 7h30 às 17h.

Ainda no sábado, o serviço estará disponível também aos moradores da Chácara Planalto, no CRAS Palmeiras, das 08h às 17h.

No dia 28 de março, uma quinta-feira, o mutirão será realizado na Gleba Mercedes.

BPC

O Benefício de Prestação Continuada tem o valor de um salário mínimo e é pago mensalmente a idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência que possuem renda familiar de até R$ 238. Entre as vantagens de fazer parte do Cadastro Único, está a possibilidade do beneficiário acessar outros programas sociais do governo federal.

Cadastro Único

O Cadastro Único é o instrumento de identificação e caracterização socioeconômica das famílias brasileiras de baixa renda, utilizado para seleção de beneficiários e integração de programas sociais voltados ao atendimento desse público. Atualmente, cerca de 20 políticas sociais federais utilizam os dados cadastrais para selecionar beneficiários e monitorar suas ações. Em função disso, o cadastramento segue regras estabelecidas pelo Ministério da Cidadania, disseminadas por meio de capacitações e manuais. (Com assessoria)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies