Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio PRIME FM Ao Vivo

Assista a Prime FMOuça a Prime FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

Empresário é assassinado a tiros por policial militar que estava de folga

O crime aconteceu depois de uma discussão entre o empresário e o policial

O empresário Pedro Luiz Pegorini, de 58 anos, foi assassinado a tiros em uma chácara que fica na divisa entre as cidades de Tapurah e Itanhangá, no final da tarde e início da noite dessa terça-feira (25). O principal suspeito é um Policial Militar (PM), que teria atirado na vítima após uma discussão entre os dois. A identidade dele não foi divulgada.

O Tenente Coronel Fábio Mota de Souza, que é Comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar em Lucas do Rio Verde, confirmou durante uma entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (26), que o policial, a vítima e o caseiro estavam confraternizando nessa chácara.

“Ainda não sabemos o que motivou essa discussão, na qual resultou em que p policial acabou efetuado três disparos de arma de fogo.  A testemunha fugou e acionou a polícia. Quando chegamos, só encontramos o corpo no local”.

O Comandante da Polícia Militar confirmou também que o suspeito não tem nenhum antecedente, ou alguma conduta duvidosa.

A equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, mas ao chegar no local o empresário já estava sem vida. Os profissionais da Politec também estiveram na chácara para realizar a perícia. No local foram encontradas três cápsulas calibre 40.

O PM que matou o empresário está foragido. “Tão logo que ele se apresente, ou seja localizado pelas guarnições, será apresentado à Polícia Civil onde passará a responder por esse crime e paralelamente a instituição (PM) irá abrir um processo administrativo para apurar os fatos”, complementa o Comandante.

De acordo com a polícia, o suspeito, que era lotado em Tapurah, era amigo da vítima. O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil e um exame de balística nas cápsulas que foram encontradas no local do crime irá confirmar se a arma utilizada pertence à polícia, ou é de propriedade particular do policial.

Pedro era pioneiro em Lucas do Rio Verde e dono de uma funerária na cidade. A prefeitura emitiu uma nota de pesar em condolências à família. (Colaborou Lucas Notícias)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais

Politica de Privacidade & Cookies
Open chat