Rádio 93FM
Com você onde você for.

Ouça a Rádio 93FM Ao Vivo

Assista a Rádio 93FM Ouça a Rádio 93FM

Ouça a Rádio 93FM



Assista a Rádio 93FM

A dependência química tem cura?

0 14

Se você conhece alguma pessoa que sofre com esse problema, certamente já tenha parado para se perguntar se a dependência química tem cura, não é mesmo?

Dessa forma, ver uma pessoa conhecida ou próxima sofrendo com todos efeitos colaterais do uso excessivo de álcool, drogas e dentre outros, realmente é algo extremamente difícil.

Assim, mesmo com uma clínica de reabilitação de drogas ou álcool, muitos ainda têm dúvida se mesmo após o tratamento há cura.

Portanto, nesse artigo, mostraremos a você se a dependência química tem cura, e como funciona todo o tratamento para esse problema.

Antes de tudo, o que é a dependência química?

Antes de falarmos de fato se a dependência química tem cura ou não, é essencial que você saiba do que se trata esse problema.

Primeiramente, saiba que a dependência química, por mais que muitos considerem apenas um vício, ela se trata de fato como uma doença.

Além disso, para você ter ideia da gravidade, ainda sim é uma doença reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dessa forma, de acordo com a OMS, a dependência química é uma doença causada pelo abuso de substâncias, trazendo consequências mentais e físicas.

Logo, essa dependência ocorre principalmente porque o corpo, como o próprio nome já diz,  fica dependente das substâncias nocivas. 

Por conseguinte, você pode notar que essa dependência pode ser gerada por meio lícitos e comuns, como o álcool ou até medicamentos, ou por ilícitos, como:

  • Maconha
  • Crack
  • Cocaína
  • Lança-perfume
  • E dentre outros

Ou seja, estamos falando de não apenas um vício, mas sim de uma doença, que causa um transtorno mental, e precisa de cuidados.

Sem contar, é claro, que a dependência química acaba influenciando diversos comportamentos, o que pode levar o indivíduo até mesmo à morte.

Dependência química tem cura?

Sem mais enrolações, a pergunta que não quer calar é, será que a dependência química tem cura mesmo?

Primeiramente, você precisa saber que, de acordo com os especialistas, não, a dependência química infelizmente não tem cura.

Dessa forma, sim, a dependência química infelizmente acaba trazendo erros irreversíveis ao corpo e mente daquele dependente.

No entanto, como talvez você bem saiba, a dependência química tem um tratamento, que muitos consideram até mesmo como uma cura.

Até porque, muitas pessoas, após seguir o tratamento, nunca mais tiveram problemas com as mesmas substâncias, trazendo uma mudança de vida.

Além disso, você vai ver que todo esse tratamento, pode obter sucesso tanto em homens quanto mulheres, independente de religião.

Atualmente, temos diversos tipos de clínicas, como, por exemplo, a clínica de reabilitação evangélica, femininas, e dentre outras coisas.

Logo, graças a isso, o tratamento a cada dia se torna ainda mais especializado, sendo um dos motivos para que muitos considerem como uma cura.

Portanto, na dúvida em saber se a dependência química tem cura, saiba que não existe, mas para isso possui tratamento.

E, como você pode ver, pode trazer grandes resultados, sendo algo ideal e uma das principais formas de aliviar os sintomas desse transtorno.

Quais são os principais sintomas que indicam a dependência química?

Depois de comentarmos a respeito se a dependência química tem cura, e você ver tudo que ela pode causar, talvez você se pergunte a respeito dos seus sintomas.

Nesse sentido, como você pode ver nos tópicos anteriores, a dependência química é uma doença séria, e que pode causar diversos distúrbios.

Assim, você precisa saber que é comum que apareça diversos sintomas característicos dessa dependência, independente se for substâncias lícitas e ilícitas.

No entanto, você sabe quais sintomas são esses? 

Confira os principais:

  • Dificuldades no controle do uso da substância
  • Abstinência ao ficar muito tempo sem o uso, causando tremedeiras, dores, sentimentos de raiva, e dentre outras coisas
  • Mudanças de comportamento, como, por exemplo: agressividade, violência e dentre outros
  • Depressão
  • Alterações consideráveis ou graves nos exames clínicos 
  • E dentre outras coisas.

Sendo assim, se até mesmo você está passando por algum desses sintomas, é essencial procurar ajuda o mais rápido possível.

Se você não se sentir confortável em procurar ajuda em um local apropriado, converse com uma pessoa de confiança, e peça suporte.

Saiba que a dependência química é algo sério, e que precisa ser cuidado a tempo, para evitar maiores problemas. 

Considerações finais

Você certamente já notou alguém que pode ter citado a dependência química como apenas uma frescura, ou somente um vício.

No entanto, saiba que estamos falando de uma doença que afeta muitas pessoas, que não tem cura, e que  requer um tratamento específico. 

Para você ter ideia, de acordo com o Levantamento Nacional de Famílias dos Dependentes Químicos (Lenad Família), 28 milhões de pessoas têm pelo menos um parente ou conhecido que sofre com essa doença.

Então, é algo sério e que necessita de tratamento.

Nos vemos em breve.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Politica de Privacidade & Cookies